Caso Renan ''não pode atrasar votações'', diz Lula

Presidente diz que se reunirá com líderes no Congresso se o caso atrapalhar a pauta.

Denize Bacoccina, BBC

07 de agosto de 2007 | 17h42

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não vai permitir que as investigações sobre o senador Renan Calheiros atrapalhem o andamento dos projetos de interesse do governo no Congresso."Até agora, quando eu saí do Brasil no domingo, o Senado e Câmara estavam votando as coisas que interessam ao país", afirmou o presidente em entrevista coletiva em Tegucigalpa, ao ser questionado por jornalistas brasileiros sobre a repercussão das investigações do senador Renan Calheiros."Mas se regressando ao Brasil, eu descobrir, e os ministros que ficaram lá me disserem, que o Senado está atrasando alguma votação, eu irei me reunir com a liderança do governo no Senado, com a liderança dos partidos, e dizer, que nenhum caso individual, por mais importante que seja, pode atrapalhar a votação de coisas de interesse do nosso país", afirmou.O presidente está em Tegucigalpa, na Honduras, na segunda parada de sua visita a cinco países da região, que começou no México, onde ele chegou no domingo à noite. De Honduras, Lula segue no fim da tarde desta terça-feira para Nicarágua, depois Jamaica e Panamá.O presidente disse que tem acompanhado o caso pela imprensa a defesa do senador e que "há dois meses não se fala em outra coisa".Segundo ele, o caso tem dois caminhos a seguir: "ou o Senado toma uma decisão ou envia para o Supremo Tribunal Federal tomar uma decisão a respeito", afirmou.E disse que não iria opinar sobre o caso. "Um presidente da República, por mais importante que ele seja, ele não opina sobre o que vai acontecer no Supremo", disse ele.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
renanLulavisitaHondurasMexico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.