Caso Lina: líder do PPS pede imagens de últimos 6 meses

Requerimento pede também cópia do contrato assinado em 2004 para implantação do sistema de câmeras

Denise Madueño, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2009 | 17h01

O líder do PPS na Câmara, Fernando Coruja (SC), apresentou pedido formal ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, general Jorge Armando Félix, para que apresente as cópias de segurança (backup) das imagens registradas no Palácio do Planalto nos últimos seis meses de 2008. O requerimento é mais uma tentativa da oposição de confirmar se houve ou não o encontro que a ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira afirma que teve com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

 

O requerimento pede também cópia do contrato assinado em 2004 para a implantação do sistema de câmeras de vigilância eletrônica - ao qual o GSI se refere para preservar as gravações pelo período de apenas 30 dias - e todos os outros contratos de segurança relativos ao Palácio do Planalto. O líder do PPS solicita ainda ao ministro Jorge Félix o registro de entradas e saídas de pessoas no Planalto nos últimos seis meses do ano passado.

 

A ex-secretária da Receita sustenta que, no encontro, a ministra Dilma lhe teria pedido que acelerasse a auditoria nas empresas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), gerenciadas pelo filho do senador, Fernando Sarney. Dilma nega o encontro e afirma não ter feito pedido algum.

 

O requerimento do PPS foi feito após o ministro Félix ter informado que as imagens registradas nos corredores do Palácio do Planalto só ficam armazenadas durante 30 dias. "Não é crível que não se tenha feito sequer o backup das imagens", afirmou Fernando Coruja.

Tudo o que sabemos sobre:
PPSLina VieiraDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.