Caso empossada, Roseana cogita passar a vice governo do MA

Com cassação do governador Jackson Lago, senadora deverá assumir Estado, mas passará por cirurugia este mês

AE, Agencia Estado

05 de março de 2009 | 08h28

Com a cassação de Jackson Lago, o PMDB já contabiliza o comando de um terço dos 27 Estados, mas a volta do clã Sarney ao poder no Maranhão vai demorar um pouco mais. Roseana Sarney (PMDB-MA), a segunda colocada na eleição de 2006, que deve assumir no lugar de Lago por determinação do Tribunal Superior Eleitoral, vai passar o comando do Estado ao seu vice João Alberto Souza, também do PMDB.   Veja Também: 'Justiça fez justiça', diz Roseana sobre Jackson Lago TSE cassa mandato de Jackson Lago, governador do Maranhão Cassado pelo TSE, Jackson Lago diz que irá recorrer Com cassações do TSE, PMDB amplia poder nos Estados Opine: TSE deve investigar passado dos substitutos?  Saiba quem são os governadores na mira do TSE   Roseana precisa se submeter a uma cirurgia para retirada de um aneurisma cerebral  marcada para este mês, por volta do dia 20. "Não vou deixar de operar para assumir o governo", resumiu a senadora, que acompanhou de casa, pela TV, o julgamento.   Na última quarta, o TSE cassou o mandato de Lago e seu vice, acusados de compra de votos e abuso de poder. É o segundo governador que perde o mandato em 15 dias. Lago, no entanto, pode recorrer da decisão e ficará no cargo até esgotar todos os recursos na Justiça. Roseana disse que não há desconforto em assumir o governo por decisão judicial. "Todas as pesquisas eleitorais mostraram o tempo todo que o povo preferia meu nome e, ainda hoje, me apontam como melhor governadora que o Estado teve." Embora já tenham transcorrido mais de dois anos de administração Lago, ela não se queixa da demora da Justiça Eleitoral e avisa que não fará caça às bruxas.

Tudo o que sabemos sobre:
TSEMAcassaçãoRoseana Sarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.