Caso culpado, Jader não terá apoio do PMDB

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), não terá apoiopolítico do PMDB se as investigações concluírem pelo seu envolvimento em denúncias de corrupção quando era governador do Pará. A afirmação é do presidente nacional do PMDB, senador Maguito Vilela (GO), para quem as denúncias contra Jader são graves e que a situação do presidente do Senado está "ficando difícil". "Se realmente houve depósitos de recursos do Banpará em sua conta a situação fica difícil", disse o senador, reafirmando a possibilidade de Jader vir a perder o apoio político do PMDB parapermanecer na presidência do Senado, caso as acusações sejam comprovadas. "Ele é maior de idade, é um político experiente e tem as melhores condições de avaliar sua situação", salientou o presidente do PMDB, deixando claro que o partido não vai solicitar a renúncia de Jader do comando do Senado. "É uma decisão unilateral", completouMaguito Vilela, assumindo posição semelhante já manifestada por políticos aliados de Jader Barbalho, a exemplo do líder do partido na Câmar, Geddel Vieira Lima (BA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.