Caseiro não depõe hoje, mas está à disposição da PF

O advogado, Wlício Chaveiro Nascimento, que representa os interesses do caseiro Francenildo dos Santos Costa, chegou à sede da Polícia Federal para uma entrevista com o delegado Luiz Gustavo Goes, que convocou o caseiro para depor. Segundo o advogado, seu cliente não deverá depor, hoje. Ele enviou apenas seu advogado para discutir uma ocasião e um local em que poderá prestar depoimento sobre a entrevista que deu ao jornal O Estado de S. Paulo sobre a mansão em que trabalhava, alugada por integrantes da chamada República de Ribeirão Preto. Segundo informou o caseiro ao Estado, a casa era usada para partilha de dinheiro e realização de festas, e o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, lá teria comparecido de dez a 20 vezes, versão que é desmentida categoricamente pelo ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.