Caseiro confirma reuniões de Jader com fraudador

Osmar Ferreira, caseiro do empresário José Osmar Borges, acusado de ser o maior fraudador da Sudam, confirmou, em depoimento à Polícia Federal, que o presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), reuniu-se com Borges três vezes no ano passado, em Brasília. Os encontros ocorreram entre junho e agosto, na mansão do empresário, segundo o caseiro, para quem "eles demonstraram já serem conhecidos antigos". Ele afirmou que o então ministro da Integração Nacional, senador Fernando Bezerra (PMDB-RN), e o deputado José Priante (PMDB-PA) estiveram presentes em dois desses encontros.O depoimento do caseiro põe em xeque as declarações de Jader, feitas no plenário do Senado, de que seu contato com Borges seria superficial e que não falava "há anos" com ele. O procurador da República Pedro Taques, que investiga as fraudes na Sudam e ouviu Osmar Ferreira por cerca de cinco horas, disse que cabe ao procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, decidir pela abertura de inquérito e pedido de quebra de sigilo bancário de Jader, diante das novas revelações.Acusado de ter desviado R$ 133 milhões da extinta Sudam, José Osmar Borges é dono de seis empresas, tem três CPFs e foi sócio da mulher de Jader, Márcia Cristina, na Agropecuária Campo Maior, no Pará, entre 1996 e 1998. Borges é apontado nas investigações como o maior beneficiado das propostas irregulares encaminhadas à Sudam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.