'Casamento gay fortalece o Estado de Direito', afirma Jean Wyllys

Deputado federal pelo PSOL-RJ participou do programa 'Café da Manhã' da Rádio Estadão ESPN

estadão.com.br,

23 de abril de 2012 | 16h13

SÃO PAULO - O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) defendeu nesta segunda-feira, 23, em entrevista à Rádio Estadão ESPN, a aprovação de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para permitir o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Segundo ele, a "PEC do Casamento Igualitário", se aprovada, automaticamente alteraria dispositivos do Código Civil e garantiria aos homossexuais 70 direitos que hoje lhes são negados, como a adoção de crianças.

Wyllys afirmou que precisa da assinatura de mais 70 parlamentares para iniciar a tramitação da PEC no Congresso Nacional. A alteração do artigo da Constituição Federal que regula o casamento civil depende da chancela de três quintos dos parlamentares, mas Wyllys está confiante. "Na Argentina não havia o debate já colocado pela Suprema Corte, como o STF já fez aqui, e a Igreja Católica fez uma oposição muito maior do que no Brasil, mas eles conseguiram aprovar", afirmou.

Para o deputado, a PEC precisa ser aprovada para que o Brasil se insira entre os países que fortaleceram as suas democracias "ao garantir o direito de casamento civil aos homossexuais". "Não existe um Estado Democrático de Direito forte e laico enquanto o casamento civil for negado aos homossexuais, pois os argumentos contrários são basicamente cristãos", afirmou.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Jean Wyllys

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.