Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Casa Civil nomeia 27 para equipe de transição de Bolsonaro

Futuro ministro da Economia, Paulo Guedes comandará processo; veja lista

Sandra Manfrini, O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2018 | 17h28

BRASÍLIA - A Casa Civil oficializou nesta segunda-feira, 5, 27 nomes indicados para a equipe de transição do novo governo de Jair Bolsonaro (PSL). As nomeações estão em edição extra do Diário Oficial da União, que circula nesta tarde. Dos 27 nomes que constam da lista, 22 são indicados pela transição e cinco pelo governo de Michel Temer, por já serem servidores públicos. Até o momento, a equipe de transição não tem mulheres.

Entre os nomeados para a equipe que comandará a transição estão Paulo Guedes, futuro ministro da Economia; Marcos Pontes, já confirmado no Ministério de Ciência e Tecnologia; e o general Augusto Heleno, que assumirá a Defesa.

Na lista ainda há outros nomes ligados à equipe que tem trabalhado com Guedes nas propostas econômicas. São eles: Arthur Bragança de Vasconcelos Weintraub, Roberto da Cunha Castello Branco, Carlos Von Doellinger, Carlos Alexandre Jorge da Costa, Abraham Bragança de Vasconcelos Weintraub. Irão ainda compor a equipe de transição na área econômica os já servidores Alexandre Xavier Ywata de Carvalho, Waldery Rodrigues Junior, Adolfo Sachsida e Marcos Cintra Cavalcanti de Albuquerque.

Pablo Antônio Fernando Tatim dos Santos foi designado para assessorar o ministro extraordinário, já nomeado em ato publicado hoje, Onyx Lorenzoni, coordenador da equipe de transição do presidente da República eleito.

Ainda constam da lista de nomeações os nomes de Marcos Aurélio Carvalho, Paulo Roberto, Luciano Irineu de Castro Filho, Paulo Antônio Spencer Uebel, Gustavo Bebianno Rocha, Gulliem Charles Bezerra Lemos, Eduardo Chaves Vieira, Luiz Tadeu Vilela Blumm, Bruno Eustáquio Ferreira Castro de Carvalho, Sérgio Augusto de Queiroz, Antônio Flávio Testa, Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, Jonathas Assunção Salvador Nery de castro e Ismael Nobre.

Veja a lista completa da equipe de transição

Paulo Guedes, futuro ministro da Economia

Onyx Lorenzoni, ministro extraordinário da transição e futuro ministro da Casa Civil

Augusto Heleno, futuro ministro da Defesa

Marcos Pontes, futuro ministro da Ciência e Tecnologia

Gustavo Bebiannoadvogado de Bolsonaro; cotado para assumir ministério

Pablo Antônio Fernando Tatim dos Santos, designado para assessorar o ministro extraordinário Onyx Lorenzoni

Roberto Castello Branco, economista, diretor da FGV, ex-diretor da Vale

Julian Lemos, deputado federal eleito pelo PSL-PB

Paulo Uebel, secretário municipal de gestão na Prefeitura de São Paulo

Marcos Aurélio Carvalho, CEO da AM4, empresa de publicidade da campanha de Bolsonaro

Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, coronel reformado do Exército

Paulo Roberto, tenente-coronel dos Bombeiros, auxiliará na área da educação

Luciano Irineu de Castro Filho Engenheiro, doutor em matemática e professor na área de Economia na Universidade de Iowa (Estados Unidos); indicado para o setor de energia

Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub, Professor de Direito Previdenciário e de Direito Atuarial da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, economista, professor da Unifesp

Alexandre Xavier Ywata de Carvalho, diretor do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea)para meio ambiente

Luiz Blumm, Consultor e coronel da reserva do Corpo de Bombeiros, para saúde e defesa

Adolfo Sachsida, pesquisador do Ipea e pós-doutor pela Universidade do Alabama; tem assessorado Paulo Guedes

Marcos Cintra, ex-deputado e atual presidente da Finep

Carlos Von Doellinger, economista, ex-secretário do Tesouro Nacional

Carlos Alexandre Jorge da Costa, ex-diretor do BNDES e doutor em economia pela Universidade da Califórnia

Bruno Eustáquio Ferreira Castro de Carvalho, diretor da secretaria especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI)

Sérgio Queiroz, procurador da Fazenda Nacional em João Pessoa

Antônio Flávio Testa, cientista político e professor da FGV

Jonathas Assunção Salvador Nery de Castro, engenheiro, diretor da secretaria especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI)

Waldery Rodrigues Junior servidor, irá compor a equipe de transição na área econômica

Ismael Nobre

Eduardo Chaves Vieira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.