Casa Civil diz que enviará novas denúncias ao Ministério da Justiça

Investigação foi pedida pela ex-ministra Erenice Guerra antes de deixar o comando da Casa Civil em meio a acusações contra ela e contra seus parentes

Agência Estado,

18 de setembro de 2010 | 14h40

O governo informou neste sábado, 18, que as denúncias veiculadas nesta semana pela revista Veja sobre o suposto esquema de tráfico de influência na Casa Civil serão enviadas ao Ministério da Justiça para serem apuradas pela investigação já aberta sobre o caso. Essa investigação foi pedida pela ex-ministra Erenice Guerra antes de deixar o comando da Casa Civil em meio a acusações contra ela e contra seus parentes.

 

A reportagem desta semana denuncia que o ex-assessor da Casa Civil Vinícius de Oliveira Castro teria recebido R$ 200 mil a título de "comissão" por uma compra de emergência do medicamento Tamiflu, usado para combater a gripe influenza A (H1N1). Ainda segundo a Veja, Vinícius contou o episódio da propina a pelo menos duas pessoas: seu tio, que à época era diretor de Operações dos Correios, Marco Antonio de Oliveira, e a um amigo que trabalhava no governo. A publicação afirma que ambos - o tio e o amigo de Vinícius - confirmaram à Veja o teor da confissão, em depoimentos gravados. O dinheiro, conforme a revista, seria distribuído a funcionários do ministério para que eles mantivessem silêncio sobre esquemas de corrupção ou colaborassem com eles.

 

A assessoria da Casa Civil informou ainda que as denúncias envolvendo funcionários do órgão serão encaminhadas à comissão de sindicância criada ontem para investigar supostos atos ilícitos cometidos por servidores. As informações são da Agência Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.