Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Carvalho:'Junho não acabou' e manifestações devem voltar

Ministro reconheceu que, na ocasião, houve repressão por parte do Estado

IGOR GADELHA, Estadão Conteúdo

11 de agosto de 2014 | 12h29

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, reconheceu que houve repressão "de grande" proporção por parte do Estado durante as manifestações em junho do ano passado mas avalia que novas manifestações devem voltar a acontecer. "Junho não acabou. Processo pode estar em dormência, mas a semente deverá gerar frutos muito grandes, de difícil percepção e compreensão do que poderá ocorrer", disse.

De acordo com Carvalho, essa repressão foi resultado da violência praticada por alguns grupos de manifestantes e teria sido um dos motivos que precipitaram o fim de alguns protestos. "A prática da violência de alguns grupos acabou precipitando o fim de algumas manifestações, porque tivemos repressão de grande proporção por parte do Estado, temos que reconhecer", afirmou a estudantes durante aula pública na Faculdade de Direito da USP.

Tudo o que sabemos sobre:
GILBERTO CARVALHOSPmanifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.