Carvalho lamenta mais um assassinato no Pará

O ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, lamentou hoje mais um assassinato de trabalhador rural, em Eldorado dos Carajás (PA). "Eu lamento profundamente. É uma barbárie em pleno século 21", disse Carvalho, ao ser informado sobre o assassinato pela Agência Estado. Carvalho disse que terá agora à tarde um encontro com os governadores de Rondônia, Pará e Amazonas, junto com a presidente Dilma Rousseff, para tratar da questão da violência principalmente nesses três Estados. "É isso o que eu posso dizer".

CÉLIA FROUFE E RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

02 de junho de 2011 | 16h57

O ministro fez as afirmações ao chegar ao ministério da Previdência para participar de uma reunião com as centrais sindicais e o ministro Garibaldi Alves, sobre a desoneração da folha. Carvalho, no entanto, participou apenas da abertura da reunião e disse que precisava se ausentar para ir à reunião no Palácio do Planalto. "Soubemos agora pela imprensa que mais um foi morto em Eldorado. Eldorado é um lugar de grande simbologia do Brasil", disse. "Ao que tudo indica, teremos de tomar medidas mais duras", completou.

O assassinato de mais um trabalhador rural no Pará foi confirmado na tarde de hoje pela Polícia Civil do Estado. Identificado por enquanto apenas como "Marcos", ele foi baleado e morto na zona rural de Eldorado dos Carajás. A Polícia Civil não soube, no entanto, informar se a vítima era assentado da reforma agrária nem se tinha alguma ligação com movimentos sociais.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo da vítima está no Instituto Médico Legal (IML) de Marabá, para onde foi deslocado o superintendente regional do sudeste do Pará, delegado Alberto Henrique Teixeira.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciacampomortePA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.