Carvalho: investigação do caso Siemens não é federal

Apesar de ressalvar que o foco das investigações em relação a contratos com a Siemens está localizado no governo de São Paulo, o ministro-chefe da Secretaria Geral, Gilberto Carvalho, afirmou que, se houver alguém para ser investigado no plano federal isso será feito.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 14h45

"No nosso governo só não será investigado quem não errar. Se houver qualquer erro será investigado", avisou Gilberto ao ser questionado sobre se temia que essas averiguações com contratos na área de transportes em São Paulo pudessem respingar no governo federal.

Gilberto destacou e elogiou a "independência e seriedade" da Controladoria Geral da União (CGU) e avisou: "doa a quem doer a investigação tem de ser feita em qualquer nível e em qualquer estado do País".

Para Gilberto, é preciso esperar que as investigações avancem "e, depois, que seja julgado e condenado quem deve ser julgado e condenado". E completou: "agora, o foco evidentemente não é no plano federal. O foco principal que sabemos é em São Paulo. Então, vamos esperar com tranquilidade as investigações transcorrerem. Mas todas as investigações serão realizadas".

Tudo o que sabemos sobre:
SiemensGilberto Carvalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.