Carvalho diz que PT investigará denúncia sobre Bancoop

A denúncia do técnico em edificações Hélio Malheiro de que o Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo), fundado pelo deputado Ricardo Berzoini (PT-SP) teria formado um caixa para a eleição do presidente Luis Inácio Lula da Silva em 2002 deverá ser investigada pelo Partido dos Trabalhadores. Segundo o chefe de gabinete do presidente, Gilberto Carvalho, a denúncia não envolve o governo. "Ela envolve a campanha do Ricardo (Berzoini), fala-se que possivelmente haveria recursos para a campanha, mas a campanha foi feita pelo partido então quem vai responder essa questão não é o governo, é o partido", disse.Gilberto esteve hoje em Curitiba, onde participou de um encontro do PT com grupos dos movimentos sociais. Em sua opinião, a denúncia feita por Malheiro foi uma "covardia". "O que me parece estranho nessa história é que tem uma pessoa que faleceu (Luis Eduardo Malheiro, ex-presidente do Bancoop, morto em 2004) e depois de tanto tempo um irmão dele, que está perdendo a casa porque não honrou seus compromissos com o Bancoop, faz essa denúncia envolvendo uma pessoa que não está aqui para se defender. Acho uma tremenda covardia", disse.Sobre as recentes denúncias de tráfico de influência da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, na venda da Varig, Carvalho disse que o governo está tranqüilo. "A oposição não tem projeto para radicalizar, então radicaliza em cima de pseudo denúncias ou de pequenos fatos e tenta dar a eles uma importância".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.