Cartolas dão apoio a Haddad em troca de permuta de dívida

Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Portuguesa apoiam petista em troca da dívida federal por bolsa esporte à população carente

Bruno Lupion - O Estado de S.Paulo,

23 de outubro de 2012 | 03h06

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, recebeu na segunda-feira, 22, o apoio de cartolas do Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Portuguesa, em uma costura política que abordou a edição de uma medida provisória pela presidente Dilma Rousseff que autorize a permuta da dívida federal dos clubes por bolsa esporte à população carente. A redação do projeto já foi finalizada e o texto deve ser encaminhado nos próximos dias para avaliação do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo.

A um auditório lotado, no Sindicato dos Engenheiros do Estado de SP, no centro, Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, ironizou as críticas do candidato tucano José Serra de que Haddad não teria experiência para administrar a cidade. "Ser ministro da Educação neste País é mais difícil do que administrar uma metrópole como São Paulo", disse. A propaganda tucana também foi alvo do ex-presidente do Corinthians e atual diretor da CBF, Andres Sanchez: "É uma pobreza de inteligência dizer uma asneira desse tamanho".

Também estava presente o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone. O presidente da Portuguesa, Manuel da Lupa, enviou carta. Integrantes do PT reconhecem que pesou para o apoio de Juvêncio a condução, pelo governo do Estado e pela Prefeitura, das negociações para definir o estádio a receber a abertura da Copa de 2014. Juvêncio teria ficado magoado com o PSDB pelo Morumbi ter sido preterido.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012HaddadCartolas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.