Cartas - 23/10/2010

VIOLÊNCIA NA CAMPANHA

AE, AE

22 de outubro de 2010 | 23h30

Vá assar coelhos!

 

A reta final da campanha presidencial descambou para a baixaria - bem, qual delas não descamba? Só que, não bastassem a verborragia e os escândalos usuais, chegou ao nível da agressão física a um dos pretendentes ao cargo maior da administração federal: José Serra, em caminhada no Rio de Janeiro, foi atingido por um objeto sólido, apontado como um rolo de fita crepe, lançado por um militante simpatizante da candidata oponente. O SBT havia registrado cena anterior em que uma bolinha de papel acertou a careca do tucano, mas o Jornal Nacional, da TV Globo, mostrou filmagem de celular feita por um repórter mostrando o tal objeto sólido atingindo Serra, uns 15 minutos depois da tal bolinha de papel. Lula, cuja atividade preferida é a autopromoção (substituída até o dia da eleição pela promoção de sua pupila) e a exortação de pérolas e gafes em público, acusou Serra de mentir e fazer teatro sobre o episódio. A questão não é se foi uma bolinha de papel ou um rolo de fita crepe, uma pedra ou um grampeador, a questão é que se tratou de uma agressão física, com o objetivo de ferir o candidato - o que minimiza a suposta "dramatização" do ato por Serra. Mas muito mais grave que a agressão foi a atitude de Lula: em vez de ridicularizar a suposta banalidade da agressão, se fosse para comentar o evento em público, deveria então, no mínimo, ter repreendido os agressores e buscado apaziguar os ânimos para lá de exaltados de parte dos apoiadores da sua candidata. O exemplo deveria começar por ele, que vive confundindo o exercício do cargo de presidente com o de cabo eleitoral. Conseguindo ou não colocar Dilma lá, resta esperar se, a partir de 1.º de janeiro, Lula vai cumprir o que prometeu há alguns anos: saindo da Presidência, voltará para São Bernardo do Campo e se dedicará a assar seus coelhinhos.

 

LUIZ FRANÇA G. FERREIRA

luizfgf.adv@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

Lula, de novo

 

Em nenhum momento o nosso presidente se dispôs a lamentar o incidente ocorrido com José Serra no Rio de Janeiro, mesmo que, felizmente, nada de grave tenha resultado da agressão sofrida. Poderia dizer do desrespeito a uma pessoa que tem o direito de propalar as suas propostas e confraternizar com outras pessoas. Poderia simplesmente condenar o ato de agredir, ou mesmo a intenção, que por si só já configura atitude abominável. Mas, ao contrário, desconhecendo os fatos, preferiu atacar ferozmente seu adversário, de forma pequena, debochada, não condizente com o cargo que ocupa de representante maior da Nação. Mas o que, na verdade, tem representado com seus ataques constantes é a pregação da discórdia entre a população, é a proposição de jogar pobres contra ricos, brasileiro contra brasileiro. E o que mais dói é ver milhares de pessoas se solidarizando com seus dizeres separatistas e preconceituosos. Essas pessoas perderam os critérios de observância, não têm mais senso crítico. Apenas aplaudem os delírios de seu chefe, entusiasticamente. Devemos lamentar tanto o que ocorreu com Serra como o que ocorreu com Dilma, que também, felizmente, nada sofreu de grave. É por aí que se constrói um País de verdadeiros cidadãos, com alma, com valores, com respeito. O resto é desconstrução!

 

MYRIAN MACEDO

myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

Insuportável interferência

 

O pronunciamento do sr. Luiz Inácio Lula da Silva sobre a agressão sofrida por Serra no Rio representa uma insuportável interferência do presidente da República na disputa eleitoral. Até onde esse homem pretende chegar?

 

EUCLIDES ROSSIGNOLI

euros@ig.com.br

Itatinga

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

‘Brincadeira tem hora’

 

O "cara" perdeu o respeito por tudo e por todos. Incentivar a agressividade com ironias e compará-la ao "goleiro chileno" são o indicador da educação que está em implantação. Os brasileiros ainda não acordaram do sonho PT-Lula. Antes tarde do que nunca!

 

JÜRGEN DETLEV VAGELER

vatra_ind@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Liberdade para votar

 

Um motivo para votar em Serra? Assegurar que meu filho e meus netos terão liberdade de votar ou não no PT, no futuro. Sem constrangimentos, sem medo de perder o cargo ou o que for, por não serem filiados ao PT.

 

FREDERICO FERREIRA

fredrfo@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

Como dantes

 

O nível da eleição para presidente me lembra meus tempos de metalúrgico, quando trabalhei 35 anos numa montadora em São Bernardo, onde fui "colega" do Vicentinho: a eleição para presidente do sindicato tinha o mesmo nível, até de violência.

 

MANOEL DE BRITO

voni.brito@itelefonica.com.br

Bertioga

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

Guerra de poder

 

Finalmente vimos o Lula voltar a ser o sindicalista do ABC, que passava graxa nas cordas para impedir que os funcionários entrassem nas fábricas para trabalhar. O Serra ainda não percebeu que está numa guerra, uma guerra de poder. O que mais me revolta é que o povo não sabe o motivo por que foram privatizadas a CSN, cujo rombo anual era de R$ 2 bilhões e que era o maior antro de sindicalistas de Volta Redonda, e a Vale, cujo minério de ferro era vendido abaixo do custo com contratos que prejudicavam o País e que tinha apenas 72 diretores e 200 gerentes. Até quando os meios de comunicação vão aceitar as mentiras do PT ditas como verdade? Vamos rever os jornais da época e reavivar a memória deste povo esquecido. O Lula não pode transformar todos nós em covardes.

 

HUGO M. DEL BONNE

ultrafort@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

JUSTIÇA

Fuga de sequestradores

 

A Justiça brasileira tem-se destacado pelos desserviços que presta ao País. Quando leio que dois dos sequestradores de Washington Olivetto fugiram durante a saída temporária do Dia da Criança, penso: que Justiça é essa que autoriza sequestradores e mais um monte de marginais a saírem em determinados feriados? Lugar de marginal é na cadeia. Deveria ser punido aquele que autorizou essa saída. Ah, esqueci, esses são intocáveis e nunca erram! E assim caminhamos para o caos total, em que a polícia prende e a Justiça solta.

 

EDUARDO HENRIQUE DE SOUZA

edvaldwitz@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

"Presidente Lula, por favor, respeite o cargo que exerce transitoriamente"

JOSÉ FERREIRA PRATA / OSASCO, SOBRE A ATUAÇÃO NA CAMPANHA

ferre2@zipmail.com.br

 

"Serra tem de mostrar aos que votaram em Dilma que, na realidade, não estarão votando em Lula, mas no PT, com tudo o que isso quer dizer"

EDGARD G. CALIA / SÃO PAULO, SOBRE O SEGUNDO TURNO

ecalia@terra.com.br

 

"É impressionante a força evangelizadora das eleições. Vide a neocristã Dilma"

PAULO ANTONIO NEDER / SANTANA DE PARNAÍBA, IDEM

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 6.205

TEMA DO DIA

 

Serra é saúde e Dilma, consumo, diz pesquisa

Ibope mostra que eleitor imagina a petista com mais atributos para beneficiar a população pobre

"Certo, comer mais melhora a saúde. Mas a nova classe média entope a casa de eletrônicos inúteis e esquece o estômago."

 

AMÉRICO RODRIGUES DOURADO

 

"Com certeza, essas pessoas passaram a consumir mais alimento, educação, casa própria. Passaram a ser cidadãos."

 

MARIA COERIN

 

"Quanta ironia... A população que vai votar na esquerda quer manter o sonho de consumo. O capitalismo venceu!"

 

MAURO RODRIGUES JUNIOR

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

PELÉ 70 ANOS

Um gol de Pelé é como uma canção dos Beatles, um filme de Chaplin, uma tela de Picasso, uma foto de Cartier-Bresson,uma cena de Marlon Brando, um poema de Drummond, um verso de Vinícius, um sucesso de Chico Buarque, um livro de Jorge Amado, uma peça de Shakespeare... Gol de Pelé é uma obra-prima antológica de um atleta insuperável nas quatro linhas do gramado. E foram mais de 1.284, em partidas de jogadas e dribles inesquecíveis. Nasce um assim a cada cem anos. Viva o Rei e sua inseparável rainha bola. Felicidades!

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

PARABÉNS, PELÉ!

Parabéns ao Pelé pelos seus 70 anos! Não faltam adjetivos para qualificar Pelé: atleta do século, gênio da raça, rei do futebol, monstro sagrado, melhor jogador do mundo de todos os tempos, deus dos gramados, e por aí vai. Pelé é o único jogador que conquistou três Copas do Mundo, marcou mais de 1.280 gols e ganhou tudo pelo Santos e pela seleção brasileira. É sempre uma emoção ver a reprise de seus gols, dribles e jogadas, presenteando-nos com seu talento, técnica, classe e raça. Os amantes do futebol em todo o mundo só podem dizer: obrigado por tudo, Pelé-70!

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

ELE MERECE

Edson Arantes do Nascimento (Pelé ) completa 70 anos de idade. Merece todas as homenagens no Brasil. É o maior atleta do século 20. Dele o brasileiro tem muito orgulho.

 

Prof. Paulo Dias Neme profpauloneme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

SÓ ALEGRIAS

 

 

Pelé, eu acompanhei sua carreira desde os primeiros passos no Santos F. C. Assisti a muitos jogos em que você era a atração principal, correspondia com isso e quase sempre era o responsável pela vitória do Santos ou da seleção brasileira. Seus quatro jogos pela seleção na Copa do Mundo de 1958 foram o suficiente para você ficar conhecido no mundo inteiro, e mais confirmações do seu potencial futebolístico foram complementadas com jornadas fantásticas pelo seu clube, o Santos, que também teve seu nome registrado como o melhor do mundo na época brilhante em que o time era sinônimo de vitória. Hoje você está completando 70 anos de vida, muito obrigado pelas alegrias que você proporcionou a mim, torcedores do Santos e da seleção brasileira. Parabéns!

 

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

UM DIA ESPECIAL DEMAIS

Neste dia 23, no ano de 1940 nascia em Três Corações (MG) Edson Arantes do Nascimento, conhecido mundialmente por Pelé, um jogador excepcional, diferente. Se tivéssemos mil adjetivos para qualificar um jogador diferenciado, seriam poucos para distingui-lo: infernal, raçudo, vibrante, bailarino, habilidoso, uma verdadeira enciclopédia do futebol, olhos sempre atentos, inteligente, sagaz, saúde espetacular, raramente se machucava, a perfeição total num profissional de futebol, vontade, brios, malandragem no jogo, conseguia faltas para si, seu peito parecia mais ter um amortecedor por debaixo da camisa para dominar a bola. Terminados os treinos, lá ficava horas a fio treinando mais, cabeceios, dribles, chutes, pênaltis, etc. Elevou o nome de nosso país de maneira espontânea e grandiosa, parou guerras, foi recebido pessoalmente pelo papa, por reis , rainhas e presidentes de todos os países. Era o nosso Pelé, um jogador que foi três vezes campeão do mundo com nosso selecionado e teve a honradez de parar ainda dentro da normalidade, diferentemente de outros. Onze vezes campeão paulista, sendo oito seguidas, seu time, o Santos Futebol Clube, foi seis vezes campeão em torneios nacionais, dois mundiais de clubes, duas Libertadores, uma Recopa, uma Sul-Americana, 30 títulos internacionais com seu time de coração.

Foi o maior goleador de toda a história do futebol mundial, 1.382 gols marcados. Tinha a capacidade de chutar com os dois pés, cabeceava maravilhosamente e sempre ganhava pelo alto, mesmo sendo um jogador de estatura mediana, possuía uma impulsão espetacular e diferenciada, um homem simples de vida sempre exemplar.

Ao completar 70 anos neste dia 23 de outubro, devemos reverenciar este atleta do século, este homem espetacular e a quem muito seu país deve. Jogador incomparável, ninguém tratava a bola melhor do que ele. Armando Nogueira, o maior comentarista de futebol deste país, adorava fazer crônicas enaltecendo seu futebol. Parabéns, Pelé, você foi e sempre será o maior, o melhor jogador de futebol de toda a história da humanidade.

Julio Jose de Melo julinho1952@hotmail.com

Sete Lagoas (MG)

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

CREDIBILIDADE DUVIDOSA

Como é que pode uma pessoa da reputação e credibilidade do dr. Molina, perito em fonética forense, se prestar a dar um depoimento no Jornal Nacional em que tenta explicar o inexplicável? Tenta mostrar um segundo objeto atingido a cabeça do Serra. Ésubstimar demais a inteligência do povo brasileiro, aliás, ele foi aluno do dr. Badan Palhares, não precisa dizer mais nada.

E o candidato Serra, após ser violentamente atingido por uma bolinha de papel no Rio de Janeiro, deveria é fazer um curso de teatro para melhor representação nesses casos. O tal segundo objeto lançado, um rolo de fita crepe, somente um repórter da Folha de S.Paulo viu e gravou as imagens, só que no celular dele. Dá para acreditar?

Arnaldo luiz de oliveira filho arluolf@hotmail.com

Itapeva

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

QUE FEIO!

Fazendo-se de fingido por uma bolinha de papel. Se ele é tão dissimulado assim, imagine no poder o que é capaz de fazer?

Só depois de 20 minutos é que ele sentiu algo.

Violência é o que ele comete contra os professores da rede pública estadual de São Paulo avançando com suas tropas truculentas e seus respectivos cães.

Já perdeu, playboy.

Rodrigo Altair Pinho altair.rodrigo@gmail.com

São Paulo

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

DESESPERO DE SERRA

 

 

Os últimos acontecimentos desta campanha eleitoral justificam os porcentuais da candidata Dilma nas pesquisas. O candidato Serra e sua equipe mostram um desespero e usam todos os mecanismos possíveis para confirmar que ele é o mais competente e mais bem preparado para um cargo tão importante. Desde que explique em detalhes as razões pelas quais foi levado a impor seu nome, sem aceitar a proposta de votação no seu partido proposta pelo Aécio Neves. E também por que se definiu como continuador do trabalho do atual governo. Não é oposicionista. E também o esquecimento de que o Paulo Preto foi integrante de sua equipe no

governo do Estado. Mas como sua demissão deixou margem a dúvidas, Serra alegou desconhecê-lo e depois voltou atrás. E agora os acontecimentos de sua passeata no Rio de Janeiro, onde ele não se mostrou como um ator à altura da cena proposta por seus assessores diante da violenta pancada de uma bolinha de papel jogada contra ele que no momento quase nem percebeu. São alguns dos fatos que por certo, diminuem muito da apregoada competência e preparo do candidato. Ainda bem que a campanha está chegando ao final.

 

 

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALTA DE ATENDIMENTO

Estive ontem na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Clipper, na periferia de São Paulo, para marcar uma consulta médica. Não consegui porque, apesar de ser da terceira idade, as consultas somente serão agendadas a partir do mês que vem. Perdi tempo, fiquei irritado com o atendimento da recepcionista Renata e saí de lá sem saber o que fazer. Ainda bem que nosso governador vai ser fragorosamente derrotado. Ele merece. Não sou petista, mas é uma questão de não ser desrespeitado.

Ademir Valezi valezi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

BOLINHA DE PAPEL?

 

Sobre a agressão sofrida por Serra, tenho um questionamento. O curioso dessa história é que o médico que atendeu Serra disse que o objeto o atingiu na parte lateral direita anterior da cabeça, enquanto o perito (provavelmente pago por alguém para dar o laudo) disse que a região atingida foi no lado direito posterior. Ué, quem está com a razão? Ou será que algo foi manipulado?

 

 

Eduardo de Paula Barreto

São Paulo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

PÁ DE CAL

Acho que o Serra acabou de jogar a pá de cal na candidatura dele, com sua atitude no episódio do tumulto em passeata na Zona Oeste no Rio. Reclamar de uma bolinha de papel e de um rolo de fita adesiva? Qual o tamanho desse rolo? Se fosse uma pedra ou um objeto metálico, ainda vá lá. E ainda não satisfeito com o atendimento num hospital público em Campo Grande, foi para uma clínica particular em Botafogo. Para com isso. Passou uma imagem de Mauricinho, medroso, covarde. Não é malandro. Siga a letra daquela música, "sacode, levanta a poeira e dá a volta por cima", passa a mão na cabeça, vê que não foi nada e continua, talvez deixasse outra imagem.

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

COLUNA DA DORA KRAMER

 

 

 

A respeito do título na coluna de ontem da Dora Kramer, "Brincadeira tem hora", eu acrescento mais um pouco a esse título: "Brincadeira tem hora e LIMITE". É claro que a turma do PT não precisava jogar bolinha de papel em ninguém. Mas chega a ser PATÉTICA a atitude do José Serra de fingir que a dor de cabeça só se deu após 20 minutos, através de um telefonema e do lado oposto de onde a bolinha de papel bateu.

 

 

Eugenio de Araujo Silva eugenio-araujo@uol.com.br

São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

ROJAS

O rolinho de fita adesiva atinge lado direito um pouquinho acima da orelha, conforme demonstrado pelo perito na TV, e faz SUPEREDEMA DO LADO ESQUERDO? Nem o Rojas faria teatro igual... A Dilma sofreu tentativa de agressão lá no Sul e a grande mídia se omite. Fico triste. Isso é liberdade de imprensa ou parcialidade? Em tempo: a Dilma nem ligou para o fato. Não sou a favor das agressões mútuas.

Hilton Leal hl1945@terra.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

CLIMA DE GUERRA

A campanha presidencial no segundo turno tem adquirido contornos de filmes de Hollywood.

Primeiro foi o tema do aborto, que ocupou por vários dias as páginas da imprensa e acalentou debates efusivos na sociedade civil organizada.

Desvios de recursos de ambos os lados também ocuparam grande parte das notícias, que, de um lado, citavam a ex-ministra Erenice Guerra e, do outro, citam o assessor Paulo Preto.

Agora a "bola da vez" (perdão pelo trocadilho) foram os objetos arremessados contra a cabeça do candidato da oposição José Serra.

O presidente Lula pronunciou-se afirmando que seria uma armação feita pelos tucanos.

No mesmo dia, no horário eleitoral "gratuito", mostrou imagens do ex-ministro José Dirceu, nas eleições de 2002, dizendo que "eles (referindo-se aos tucanos) têm que apanhar nas ruas e nas urnas", numa clara tentativa de insuflar a militância petista a agir violentamente.

Chega de violência, o que os eleitores querem e precisam assistir é a um debate no campo das ideias, propostas, projetos, etc...

Gravações mostram que José Serra realmente foi atingido por dois objetos, um assemelhado a uma bolinha de papel e outro, um objeto circular assemelhado a um rolo de fita adesiva.

Dilma Rousseff, em evento no Sul do País, quase foi atingida por três bexigas cheias d’água, arremessadas por alguém de um prédio.

Não podemos admitir que o clima de guerra contagie a festa democrática que são as eleições brasileiras.

Fausto Alves faustobentoribeiro@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"NAZIPETRLAHAS"

Quem disso usa disso cuida! Desesperado com a "dureza" que está encontrando na disputa presidencial, quando achava que elegeria sua candidata "com os pés nas costas", o presidente Lulla partiu para a apelação. Agora mesmo, tentando minimizar a burrada feita por seus militantes, que agrediram fisicamente o candidato oposicionista, na vã tentativa de impedir uma caminhada de Serra por um subúrbio do Rio de Janeiro, Lulla tenta plantar a versão de que tudo não teria passado de uma farsa. Nada mais lógico do que essa estratégia usada por

Lulla, pois, afinal, de outras coisas não, mas em matéria de farsas o molusco é PH.D.

Afinal, quem não se lembra da farsa mambembe que ele montou para "sair de fininho" do escândalo do mensalão, quando, fazendo-se de leso, fingiu que não tinha conhecimento das mutretagens montadas por seus mais íntimos assessores? E as inaugurações fajutas que ele tem feito por esse Brasil afora, a maioria das quais, ante a cegueira da Justiça Eleitoral, não passam de esquemas, custeados com dinheiro público, para alavancar candidaturas de petralhas e aliados, a exemplo da viagem que fez ao Recife, no ano de 2008, acompanhado de uma enorme comitiva, para capitanear uma pantomima usada para uma fajuta inauguração do tal Parque Dona Lindu, uma obra que até hoje, passados dois anos, ainda não foi, e nem tem prazo, para ser concluída? Portanto, assim como diz a sabedoria popular, nada mais coerente do que Lulla pensar logo na possibilidade de que o episódio da agressão dos "nazipetralhas" ao adversário possa ser minimizada com essa conversa mole de farsa.

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

VITÓRIA ANUNCIADA

Assistir ao desequilíbrio inebriado do presidente, a arrotar contra o opositor em debate democrático, traz a certeza da insanidade.

Seja ela por manchar o seu ego superinflado, seja por expor sua inferioridade inata, seja por lhe tirar o doce almejado da boca.

A fúria e o ódio, destilados de forma vil e desesperada confirmam seu estado de temor de perder a bocona, sabe-se lá quantas mais Erenices vêm por aí.

A figura grotesca de um líder, de todos, a preterir muitos em favor de um grupelho sob suspeita da polícia configura a demência que assolou a Nação, por conta da conivência estranha e mal explicada do Congresso Nacional, do Ministério Público, do Poder Judiciário, da polícia e do Exército.

Pode-se esperar qualquer coisa infame e ilegal, a Nação sofre o maior golpe de sua História. Pelo volume da agressão posta na rua e na campanha, deve-se concluir que a vaca está indo para o brejo. As pesquisas - leiam-se os números fraudados, como sempre - e o comportamento, ou melhor , o descontrole do presidente parecem atestar isso.

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA E SEUS DISCURSOS

O Lula discursa para os brasileiros como se estivesse discursando, como antigamente, nas portas das fábricas.

Como pode ser tão ignorante?!

 

Gilberto Lima Junqueira glima@keynet.com.br

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

CAIU A MÁSCARA

Ficou claro que foi Lula quem "conseguiu" baixar o nível da campanha. Não deveria ter passado de líder sindical para posto superior. Estava, visivelmente, despreparado para governar. Baixou o nível da política no Brasil e a ética na Presidência. Pena! Custará esforço para recuperarmos.

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

AGRESSÃO A SERRA

Se eu não tivesse sido um ativista sindical nas décadas de 60, 70 e 80 e desconhecesse a maneira de agir da maioria dos sindicalistas do Estado do Rio de Janeiro, diria que a turma do candidato Serra provocou o tumulto quando ele fazia um corpo a corpo em Campo Grande. A coisa é bem diferente do que dizem o presidente Lula e seus seguidores. O tumulto foi provocado por pessoas ligadas a sindicatos que adentraram a passeata com as bandeiras do PTe do MST é que começaram com agressões verbais ao candidato. Parece que existe no Rio de Janeiro um grupo de pessoas que, comandada pelos sindicatos, aparece somente para aterrorizar os adversários políticos. Ellas são sempre as mesmas que entram em cena para aterrorizar o ambiente e depois aparecem na imprensa como vítimas.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

COMENTÁRIO RÁPIDO

O que o Lula merecia é um segundo torno...

 

Antonio Carlos Martins acmartins@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

FARSA

Senhor Lula, se houve farsa, no seu modo de entendimento, por parte do candidato José Serra, ela não se iguala e nem chega aos pés daquilo que o senhor e seu partido protagonizaram durante oito anos. O senhor é uma farsa. São oito anos de palanque proferindo ataques e fazendo acusações. No seu primeiro mandato jurou que iria dar educação de qualidade. Não o fez. Jurou de pés juntos que a saúde pública se tornaria exemplo de qualidade. Não o fez. Na sua reeleição a ladainha se repetiu. Ficou o dito pelo não dito. Seu poste, digo, sua candidata, está fazendo as mesmas promessas. Consertar aquilo que o senhor não fez. Mas pondo a culpa, para variar um pouco, no governo FHC. Haja cara de pau e desfaçatez. Suas palavras e atitudes não são de um estadista. São de um sindicalista bruto que não soube aproveitar a oportunidade para se desenvolver culturalmente. Coisa que é própria de pessoa educada. Não é seu caso. Não há dinheiro que consiga lhe dar o polimento necessário que o cargo exige. O senhor e os seus são uma farsa. No melhor acabamento possível.

Antonio Fernando Ferreira rdseg@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

CARÁTER

 

O Estadão errou: o problema da presidência não é de caráter, é a FALTA de...

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIA DA MENTIRA

Lula chegou ao limite. Após tudo o que disse, só falta agredir fisicamente o Serra. É um brucutu debochado e leviano que nunca deveria ter chegado à Presidência de um país democrático. Só podia mesmo ter fundado e mantido o Partido dos Trogloditas. Basta!

Gilberto Dib

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PRESIDENTE OU AGITADOR?

Triste ver as declarações do presidente Lula, minimizando o ataque da militância do PT ao Serra no Rio e ainda dizendo ser mentira. Ver o representante do País enaltecendo a violência e agindo como um agitador de porta de fábrica não condiz com o cargo que ele ocupa. Isto é para deixar a população realmente preocupada, afinal, não é por acaso que cresce a violência em todo o País, com as gangues barbarizando em Brasília, tráfico mandando no Rio, Nordeste liderando a violência e a prostituição infantil e o MST invadindo propriedades particulares e torturando famílias inteiras de agricultores. Se a maior autoridade do País é a favor da violência e contra a liberdade de imprensa, o que podemos esperar ao colocar uma guerrilheira no poder?

Luiz Claudio Zabatiero zabasim@ig.com.br

São Paulo

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

PRESENTE DE ANIVERSÁRIO

 

 

Lula não tem compostura nem como líder de facção que tem mostrado ser, quanto menos como presidente da República. Conseguiu transformar a campanha em algo nunca visto na história deste país. Um cara que não se incomoda em parecer ridículo pedindo à plateia de manés a vitória de Dilma como um presente de aniversário para ele. Que patetice absurda.

 

 

Antonio do Vale adevale@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

MERCADO DE CAPITAIS

O mercado de capitais, logo após a divulgação das últimas pesquisas de opinião que apontaram um crescimento na diferença entre Dilma e Serra, com um provável avanço da preferência popular por Dilma Rousseff, começou a trabalhar nesta sexta-feira com o aumento dos juros futuros. Para você, desinformado eleitor da guerrilheira candidata, eu explico: com uma anunciada vitória de Dilma, os gastos do governo continuarão subindo e, portanto, incentivando a inflação, que, por sua vez, deverá ser contida com o aumento dos juros cobrados de empréstimos futuros. No caso de Serra ser eleito, de acordo com o melhor termômetro do sistema capitalista, o mercado de capitais, esse perigo estaria descartado pelo controle que Serra fará dos gastos públicos.

 

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

VOTO DOS APOSENTADOS

 

Lula vetou o aumento aos aposentados. A hora do troco é agora.

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SOMOS TODOS BOBOS?

 

Reportagem no Estadão: "BRASÍLIA - Ao contrário de ocasiões anteriores, quando deu declarações à imprensa para criticar a campanha do candidato à Presidência José Serra (PSDB), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não quis falar nesta sexta-feira, 22, com os jornalistas depois de participar de cerimônia comemorativa do Dia do Aviador, na Base Aérea de Brasília. Perguntado se teria se precipitado ao afirmar que Serra teria sido atingido na quarta-feira, 20, por uma bolinha de papel, Lula sorriu, acenou e foi embora. Novas imagens divulgas na quinta-feira, 21, à noite mostram que Serra foi atingido por outro objeto, mais pesado, além da bolinha de papel, que o presidente se referiu."

Pois é... Que vergonha ter um presidente tão mau-caráter.

Ele sabe que errou feio, mas é incapaz de admitir seus erros grosseiros.

Prefere abraçar e defender a mentira, incentivando a indignação, a revolta, a violência, desde que consiga mais alguns votos...

Isso lembra o episódio de uma brasileira na Suíça toda cortada que acusava a polícia local de negligência... E o Lula na mesma noite saiu grosseiramente atacando os envolvidos, que exigiria do governo da Suíça isto e aquilo... Até que alguns dias depois ficou provado que a brasileira era meio maluca e tinha cortado a si própria, sei lá com que intenções. Depois, quando questionado pelos repórteres, ficou rindo, disfarçando, fingindo que não sabia de nada...

Por que algumas pessoas têm tanta dificuldade de admitir que estão erradas?

Eu tenho uma teoria: muita vaidade e humildade zero (= soberba) leva a erros grosseiros.

Remédio: oração pedindo humildade e discernimento.

Eu nunca fui simpatizante do PSDB. E, que me lembre, nunca votei em ninguém desse partido e muito menos do DEM (antigo PFL - eca). Portanto, posso afirmar que estou numa posição absolutamente IMPARCIAL, como observador dos acontecimentos. Não tenho "paixão" nenhuma por partido A, B ou C.

Se no passado cheguei a votar em alguém do PT, hoje me arrependo, pois pra mim o Lula não passa de um ignorante esperto e desonesto que está se afogando na própria soberba e o PT foi transformado num partido da mentira, que, com a máquina do poder nas mãos, tenta iludir as pessoas como se fôssemos todos bobos.

Já a questão do aborto é bem interessante. Quem defende sua legalização (PT em peso) usa o argumento "pró-escolha": o Estado é laico e não deve interferir numa decisão que deve ser de cada um (mulher).

Sobre aborto eu recomendo ir ao www.pr.gonet.biz e pesquisar "aborto" na caixa de pesquisa do meio da primeira página. Na listagem de artigos relacionados, sugiro ler "Vozes do Inferno", do padre Frank Pavote, e "Estado Laico não é Estado Ateu", de Ives Gandra. Este último tenta responder ao argumento acima, mas o faz mal e porcamente, a meu ver.

Temos, portanto, dois argumentos conflitantes: "pró-vida", geralmente defendido pelos cristãos, e "pró-escolha", geralmente defendido pelos ateus e simpatizantes marxistas de esquerda, para quem, "aborto é questão de saúde pública".

Ora, o pró-escolha tem dois pontos fracos:

1) Significa a mulher ter liberdade para decidir e pronto. Mas... há mais um na história, indefeso, não é só a mulher e seu corpo. Há outro ser humano ali dentro, e quem vai falar por este? Será que ele quer morrer?

2) Significa ter que determinar um prazo, idade do feto, antes do qual a criatura não é ser humano e, portanto, não tem direito nenhum, é só uma coisa incômoda, e um prazo depois do qual ele é ser humano e tem direito de viver. Ora, esse ponto mágico entre ser ou não ser, antes e depois, simplemente é impossível determinar sem ser arbitrário, pois a ciência já demonstrou que desde a concepção a criatura já existe toda programada e é só uma questão de tempo até crescer mais. Ou seja, o argumento pró-escolha passa a ser: se não der pra enxergar, então não existe...

Além disso, usando o raciocínio do livre-arbítrio da maioria, se muitos usam crack, então vamos liberar as drogas também. Se muitos roubam, vamos facilitar. Se todos são desonestos, então vamos mudar a lei dos homens e prender os honestos. O homem quer se iludir e destruir? Que seja feita sua vontade...

Valores cristãos? Pra quê? É coisa medieval, como diz o presidente do PT.

 

 

Lavio Pareschi lavio@gigalink.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL MEDIEVAL

Os ideólogos do PT têm razão: o Brasil é medieval! O País está com uma defasagem de, no mínimo, 400 anos com relação aos EUA, por exemplo. Invasões de terra lá - com apoio das autoridades -, só ocorreram na colonização!

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FOI PARA ISSO?

 

 

Lamentável a declaração do presidente Lula dizendo ser uma farsa a agressão a Serra, no Rio de Janeiro.

Farsa é o próprio presidente, que sob o manto de mais alto dignitário da República e coloca como um chefe de campanha de sua candidata.

Senhores artistas, intelectuais e outros mais que apoiam a candidata petista, é isso que querem para o Brasil? Um presidente que incentiva a violência no pior figurino dos tiranetes latino-americanos?

Combateram com ideias e ações a ditadura militar e agora se calam diante de tamanha demonstração de falta de apreço ao direito mais elementar da pessoa humana, o de ir e vir e de se manifestar sem agressões?

 

 

Cesar Araujo ces-araujo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

LÍDER MESSIÂNICO, MISÉRIA E ASSISTENCIALISMO

 

 

Lula (messianismo) e Nordeste (populismo assistencialista) alavancam Dilma, com o apoio de nossos intelectuais de proa, que não devem ter lido "O Colapso do Populismo no Brasil", do sociólogo Octávio Ianni.

 

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SUPERAÇÃO

É extraordinário verificar que Lula consegue superar Lula a cada dia. Sem o menor pudor pelo cargo de presidente do Brasil e respeito pelas pessoas humildes que lhe garantem popularidade, repete suas mentiras aos quatro ventos. E tem artista, padre, advogado e intelectual que participa da falsidade. Minha conclusão: devem estar ganhando muito bem pra isso.

Ana F. Campos ana-fcampos@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

MISTURA FINA

No apoio à candidata Dilma conjugaram-se artistas, intelectuais e simpatizantes. Com fala fina ou grossa, não se sabe, no frigir dos ovos, quem representava, versejava ou simplesmente inflava o coro. Mas não tardará o agradecimento do governo, bastando o cotejo do rol dos participantes com os que serão beneficiários de verbas do Ministério da Cultura. Será tão assustador assim o fantasma da derrota no segundo turno?

Jairo P. Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

SOMBRA TENEBROSA

 

A mídia deu destaque à manifestação de centenas de artistas famosos que declararam, publicamente, seu apoio a um dos candidatos. É interessante notar que entre eles se destacam intelectuais de renome que tiveram coragem de manifestar-se contra o regime autoritário e as leis de exceção - que o jornalista Cláudio Abramo chamou de "entulho autoritário". Enfim, depois de várias décadas o Brasil passou a caminhar pela restauração do Estado de Direito e seu Congresso referendou uma Constituição que garante o regime democrático em nosso país. Foi um avanço rumo ao aperfeiçoamento das instituições - ainda carente de leis que acabem com brechas para a impunidade de delinquentes de colarinho branco - através de um feixe de preceitos jurídicos que bandidos notórios ou menos famosos utilizam, assessorados pela esperteza de advogados ávidos e escolados. Esse é um verdadeiro câncer que ainda envergonha o Brasil ante nações juridicamente avançadas na proteção do patrimônio público e outros direitos vilmente espezinhados por gente comprometida com as trevas. Que os legisladores legalmente eleitos no último pleito não sejam complacentes com essas leis que permitem impunidade.

Sem entrar nos méritos pessoais deste ou daquele candidato à Presidência da República, devemos refletir justamente sobre ideias defendidas e endossadas pelo atual governo quanto a assuntos que dizem respeito a democracia, liberdade de imprensa e religiosa, etc.

Que os senhores cidadãos brasileiros, especialmente os intelectuais que tanto amaram a democracia e a defenderam nesse período pós-1964 reflitam sobre o teor de documentos assinados pelo atual presidente e seus ministros - e também se posicionem publicamente sobre assuntos que dizem respeito à cidadania plena e ao Estado de Direito - ameaçados - em função do peso de suas opiniões perante a opinião pública. Devemos ser coerentes, na medida do possível, quanto aos ideais de uma sociedade realmente justa, democrática - pois a sombra tenebrosa e maquiavélica de que "os fins justificam os meios" pode fazer ruir o que com tanto esforço e coragem foi conquistado em nosso país.

Vejam os comentários abaixo e pensem sobre a questão:

 

ISSO É CULTURA E DEMOCRACIA?

http://www.youtube.com/watch?v=UR_nbKFicD0&feature=player_embedded

 

IVES GANDRA MARTINS - http://www.youtube.com/watch?v=zyCdMrBytb8#ws

 

IVES GANDRA MARTINS - http://www.youtube.com/watch?v=3XMowFLKptQ#ws

 

EDITORIAL BANDEIRANTES - http://www.youtube.com/watch?v=djErirV3Jo8&feature=related

 

IVES GANDRA MARTINS - http://www.youtube.com/watch?v=eJq1L8ub4kk&feature=related

 

José J.Azevedo julio.1.julio@hotmail.com

São Mateus do Sul (PR)

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

RECADO AO CHICO

Chico Buarque, cresci ouvindo sua música e o admirando, pois você conseguia com ela expressar o que sentíamos. Como é possível uma pessoa tão inteligente e culta se sujeitar a assinar manifestações de apoio a uma candidata marionete, compactuar com o mensalão, os aloprados, dólares na cueca, entre outros escândalos, e ficar calado, depois do que vivenciou na época da ditadura neste país? Não acredito que você tenha esquecido o que passou! Só a lavagem cerebral explica!

Meus pêsames!

 

 

Cassia Carlin Malteze cassia.carlin@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

PAULO BETTI

É incrível a cara de pau do ator Paulo Betti quando faz campanha política para Dilma e

para o PT. Ele crítica o capitalismo e as grandes empresas, mas quando precisa de dinheiro

vai correndo puxar o saco da Rede Globo para ter algum papel em novelas.

Se ele gosta tanto assim do socialismo, por que não vai ser ator lá em Cuba ?

Marcelo Guimarães mar-sub@hotmail.com

Santos

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

FALSOS MITOS

Muitos seres humanos nascem dotados de extrema habilidade em determinado campo, habilidade essa denominada "dom". Por exemplo: Wolfgang Amadeus Mozart tinha o dom criativo e musical, surpreendeu o mundo revelando esse dom já aos 5 anos de idade.

Contudo não significa que alguém que possua um dom acentuado em determinado campo possua a mesma genialidade nas demais áreas pessoais. Se fizermos uma rápida investigação, veremos que, se tomarmos o ex-jogador de futebol Romário como referencial, concordaremos que foi um exímio jogador de futebol, mas tem sido um exemplo contraditório como pessoa. Cazuza, cantor e compositor que demonstrou habilidades musicais elogiosas, envolveu-se com drogas.

Cultuar falsos mitos embasados numa peculiaridade que os credencia como gênios é uma das manias nacionais de que devemos nos despojar, pois é, no mínimo, irresponsável.

Oscar Niemeyer, um dos maiores arquitetos que o mundo já viu, deve ser respeitado e idolatrado por seu dom como arquiteto, mas jamais como um referencial político-ideológico; assim como Chico Buarque, que deu ao cancioneiro brasileiro uma obra musical de inquestionável valor, deva receber o mesmo reconhecimento em seu discurso e predileções político-partidárias.

O caminho até as urnas deve ser trilhado com propostas que satisfaçam os anseios e as necessidades de uma nação, nunca por influências de idealismos de uma minoria pseudointelectualizada.

 

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

ESCOCESES

Os socialistas "escoceses" estão voltando, alegres como sempre, aguardando o momento certo para beber mais uísque nas tetas do "noço" governo.

Oscar Rolim Júnior rolimadvogado@ibest.com.br

Itapeva

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

A ESQUERDA DE CADA UM

Vendo os apoios de Serra e de Dilma entre os artistas e intelectuais de esquerda, descobri: com Serra estão os que já sabem que o Muro de Berlin caiu, com Dilma estão os que ainda não tiveram notícia daquele acontecimento.

Euclides Rossignoli euros@ig.com.br

Itatinga

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TROPA DE ELITE

O diretor do filme Tropa de Elite pode não ter declarado seu apoio ao presidente Lula e sua candidata, mas um grupo de elite brasileiro, formado por Sarney, Collor, Zé Dirceu e intelectuais esquerdistas como Chico Buarque, Frei Betto, entre outros, pegaram em armas e foram pra luta. É a intelligentzia brasileira em ação, na defesa dos interesses do MST, do sindicalismo de resultado e da "cumpanherada".

Para esse grupo, quem não vota na candidata do presidente não é brasileiro e merece o paredão. Essa é a democracia brasileira em marcha (à ré).

José Roberto de Jesus zerobertodejesus@gmail.com

Capão Bonito

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

ENGANO

Sempre admirei o Chico Buarque e julgava-o uma pessoa, no mínimo, de bom senso. Vejo agora, que ele se declarou adepto do PT e da eleição da Dilma, que me enganei. Artistas e atores geralmente vivem representando papéis os mais diversos possível e nem sempre têm os pés no chão e no dia a dia. Faz tempo que o Chico não é assunto da imprensa e da TV, acho que ele resolveu "aparecer". Esta é a única explicação que encontro para o seu comportamento, porque declarar-se do PT e votar na Dilma é prova de desconhecimento da nossa realidade e do que nos espera se a candidata for eleita.

Károly J. Gombert gombert@terra.com.br

Vinhedo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

BRASILEIRO CORDIAL

Infelizmente, parece que Chico Buarque não leu o livro (Raízes do Brasil) escrito por seu pai, Sergio Buarque de Hollanda. Lá está explicado por que no Brasil não existe partido político sério, só culto a personalidades. Se o grande Sergio estivesse vivo, iria remendar seus escritos, pois, como visto quarta-feira no Rio, até com o famoso brasileiro cordial o PT já acabou.

 

Luiz Henrique Penchiari jr. luiz.penchiari@hotmail.com

Vinhedo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

HOJE VOCÊ É QUEM MANDA

Hélio Bicudo, fundador do PT, afirma que o Brasil está caminhando para uma ditadura civil, com um presidente que está concentrando todos os poderes em suas mãos. Lula parece ter incorporado o espírito de um monarca absolutista e repete, sem parar: "O rei sou eu."

Onde estão os poetas e cantores, Chicos e Franciscos, que tanto espernearam contra a ditadura militar e agora aplaudem e assistem passivos ao desmantelamento moral da Nação? Nenhum verso ou poema cantando nossa terna amizade com o presidente iraniano ou as Farc? Nenhuma canção para lamentar a morte do ativista cubano ou do prefeito Celso Daniel?

A prosperidade econômica dos últimos anos, ainda que seja atribuída única e inteiramente a Lula e seus asseclas novos-ricos, não serve de moeda de troca para comprar a nossa dignidade e o nosso caráter.

E o que se dirá dos processos arquivados contra Edir Macedo, com seus milhares de dólares levados para o exterior, após declarar seu apoio a Dilma, contrariando posições seculares da própria igreja evangélica? Que coincidência incrível!

Será que vamos cantar de novo: "Hoje você é quem manda, falou tá falado, não tem discussão, não..."?

 

Mônica Abate Guglielmi nicabate@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CULTURA DO PT

Sexta Feira, nas proximidades da Avenida 9 de Julho e da Rua Estados Unidos. Cartazes do PT com a Bandeira do Brasil como fundo. Texto: "Cultura é com a Dilma." Uma interpretação possível: cultura é coisa supérflua, que só interessa a morador dos Jardins. Cor vermelha? Gauche demais, "cumpanheiros".

 

Adriana Irigoyen adrianairigoyen@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INDIGNAÇÃO PAULISTA

 

Durante estes dias, enojada pelo que tem sido a campanha presidencial, pelos ataques ao governo de São Paulo, venho buscar aqui uma oportunidade para expressar o sentimento do povo paulista. Sim, poder defender as ideias desse povo, que tem sido tão achincalhado! A candidata do PT fez questão de dizer que suas críticas maldosas não eram para o povo paulista, mas para os atos do governo de São Paulo. Acontece que nós, paulistas, temos brio e nos orgulhamos de ter escolhido bem nossos governadores e até o presidente Fernando Henrique Cardoso. Acredito que todos, como eu, se sentiram diretamente atingidos pelas calúnias, mentiras, inverdades, criadas para que o povo paulista se envergonhe de suas escolhas. Neste momento eu peço que todos os paulistas se unam para que possam dar uma resposta à altura da tradição de nosso povo. lembrando o nosso passado possam dizer que nos orgulhamos e muito de ser paulistas! A poesia de Guilherme de Almeida em homenagem à bandeira de São Paulo nos faz vibrar de orgulho quando diz:

"Bandeira da minha terra

Bandeira das treze listas

São treze lanças de guerra

Cercando o chão dos paulistas"

Por ironia, são 13 lanças, o mesmo número 13 do partido que, a todo custo, quer acabar com a grandeza de São Paulo. Fomos o único Estado que teve a coragem de se levantar e pegar em armas para defender a Constituição do Brasil. Lutou bravamente, ofereceu a vida de muitos de seus filhos para que nossa Lei Máxima fosse respeitada! Agora está na hora de, novamente, nos levantarmos, para dizer o que o poeta expressou:

"Mapa da pátria guerreira

Traçado pela vitória

Cada luta é uma trincheira

Cada trincheira é uma glória"

 

Sim, meus irmãos, cada um de nós deve se colocar como uma trincheira contra todos esses ataques, tendo à frente nossa bandeira:

"Tiras retas, firmes

Quando o inimigo surge à frente

São barras de aço

Guardando nossa terra e nossa gente"

Com essas palavras espero que possamos reverter essa situação que tanto nos aflige, mostrando que nosso país pode e vai enfrentar com coragem, com garra, essa luta, sem precisar recorrer a mentiras! Às pessoas que não são paulistas, mas foram acolhidas em nosso Estado, a todos os brasileiros que querem o melhor para a nossa Nação, faço o mesmo apelo. Lutemos pelo Bem e pela Verdade, para que possamos dizer: feliz é o povo cuja autoridade política não tenta usurpar o lugar de Deus. Assim, vamos às urnas dia 31 de outubro para guardar nossa terra e nossa gente. O voto será nossa lança.

Ione Pupo Ferreira Alves iofa2008@hotmail.com

Bauru

Tudo o que sabemos sobre:
relatos, comentários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.