Cartão que suja mãos lembra escravidão

Para marcar os 121 anos da abolição da escravatura, a agência Sagarana Comunicação de Interesse Público, com apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT), distribui hoje 10 mil cartões em bares, faculdades e espaços culturais da capital. Os cartões sujam com pó de carvão as mãos de quem os pega - uma referência às carvoarias que ainda integram a "lista suja" de exploração de mão-de-obra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.