Carla Bruni declara amor ao Brasil após visitar favela

A primeira-dama da França, Carla Bruni, encerrou a visita ao Morro do Cantagalo declarando amor ao Brasil e se dizendo encantada com o Rio, afirmando que pretende retornar, em viagem não oficial, para conhecer melhor a cidade. Simpática, disse que achou os cariocas "afetuosos" e "receptivos". Acompanhada da viúva do jornalista Roberto Marinho, Dona Lily, ela assistiu a um desfile de modas, que não foi aberto à imprensa, à exceção da TV Globo e de veículos do grupo. Durante o evento, Wendy, de 5 anos, moradora da favela, sentou espontaneamente em seu colo, mas acabou chorando, pedindo para voltar para junto de sua mãe. Carla Bruni voltou ao Copacabana Palace, onde está hospedada e onde está sendo concluída a 2ª Reunião de Cúpula Brasil-União Européia, com participação dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Nicolas Sarkozy, presidente provisório da União Européia. Informações ainda não confirmadas oficialmente indicam que o casal Sarkozy embarca às 13h30 na Base Aérea do Galeão, com destino ainda não divulgado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.