Cargo de corregedor adjunto é contestado

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, está contestando no STF dispositivos do Código de Organização e Divisão Judiciária do Paraná que criaram a figura do corregedor adjunto do Tribunal de Justiça. De acordo com o procurador-geral, a figura do corregedor adjunto não existe na Lei Orgânica da Magistratura - que prevê apenas três cargos de direção nos Tribunais de Justiça: presidente, vice-presidente e corregedor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.