Cardozo vai usar FNSP para conter conflito na BA

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou nesta terça que usará a Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) para reforçar a segurança no Sul da Bahia, onde índios e fazendeiros disputam terras da região desde a década de 30. O ministro admitiu que nem o governo estadual e nem a União esperavam o aumento dos conflitos entre os grupos na região. "Nós não esperávamos essas turbulências, que ocorrem exatamente como forma de coagir ou pressionar o Supremo Tribunal Federal. Imaginávamos que a situação viria como estava vindo há décadas, mas infelizmente o quadro deteriorou", disse.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

24 de abril de 2012 | 13h47

Nas próximas semanas, o STF deve julgar o conflito entre a população indígena e os agricultores. O ministro disse que haverá um reforço no deslocamento de policiais federais, e de homens do Comando de Operações Táticas (COT), além da Força Nacional de Segurança Pública. "Deslocaremos a Força Nacional para que possamos ter segurança na região, particularmente no período que antecede e no período posterior ao julgamento", garantiu. Além da força federal, o governo da Bahia também deve aumentar o efetivo de policiais locais. De acordo com Cardozo, o governo baiano entrou com um pedido de adiamento do julgamento para que os governos estadual e federal pudessem montar um plano de segurança para a região.

Tudo o que sabemos sobre:
índioterraBahiaJosé eduardo Cardozo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.