Cardozo: mandei tirar texto do Facebook do MJ porque implicava em polêmica

Durante a entrevista sobre as manifestações no País, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou que mandou retirar das redes sociais do Ministério da Justiça as postagens contra discursos de ódio feitas na tarde de hoje. O ministro defendeu que os textos não tinham relação com os eventos deste domingo, contrários ao governo, mas preferiu que fossem retirados para "evitar polêmicas".

LISANDRA PARAGUASSU E ADRIANA FERNANDES, Estadão Conteúdo

15 de março de 2015 | 20h57

"Como estava iniciando polêmica, mandei tirar. Acho que nessa hora é preciso buscar convergência. Eu sou contra qualquer discurso de ódio, mas para evitar qualquer tipo de polêmica eu já mandei que fosse tirado", disse Cardozo.

Com o título "Discurso de ódio é diferente de liberdade de expressão", seguido da hashtag #menosódiomaisdemocracia, a postagem dizia, por exemplo que "Discurso de ódio fere a democracia e não gera mudanças". Foram feitas no Facebook e no Twitter oficial do ministério e foi bastante criticada pelos internautas nos próprios posts, com acusações de que o governo estava usando seus instrumentos para desqualificar as manifestações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.