Caravana do PMDB por eleições municipais começará na terra de Jader

Partido vai lançar um primo do senador paraense na disputa pela prefeitura de Belém; o presidente em exercício da sigla, Valdir Raupp, deve visitar todas as capitais do país em dois meses

Eduardo Bresciani, do Estadão.com.br, e Ricardo Brito, da Agência Estado

22 de fevereiro de 2012 | 18h52

BRASÍLIA - O presidente em exercício do PMDB, Valdir Raupp (RO), iniciará no dia 15 de março uma maratona de viagens pelo país para promover as candidaturas do partido nas eleições municipais. O primeiro destino será Belém (PA), onde o PMDB deve lançar José Priante na disputa.

 

Priante é primo de Jader Barbalho, que assumiu o mandato de senador em dezembro do ano passado depois de o Supremo Tribunal Federal decidir pela não aplicação da Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2010.

 

A intenção de Raupp é visitar todas as regiões do país em dois meses.

 

Em alguns dos destinos deverá contar com o reforço do vice-presidente da República, Michel Temer. O plano do PMDB é ter candidatura própria a prefeito em quase todas as capitais. "Nossa meta é lançar 22 candidatos nas capitais", diz Raupp.

 

Além de Belém, o presidente peemedebista vai visitar nos dias 15 e 16 de março as cidades de Macapá (AP), Boa Vista (RR) e Manaus (AM).

 

Apenas em Boa Vista o partido já tem uma candidatura encaminhada, a de Teresa Surita, ex-mulher do líder do governo no Senado, Romero Jucá.

 

Partido que ocupa a vice-presidência da República, o PMDB tem usado uma tática agressiva na busca por manter seu posto de legenda com o maior número de prefeituras no país. O temor do partido é que com a máquina federal o aliado PT lhe tome o posto. No maior colégio eleitoral do Brasil, São Paulo, o PMDB terá Gabriel Chalita como candidato enfrentando o petista Fernando Haddad. O PMDB tenta compor com partidos do governo e da oposição, como DEM e PTB, mas a possibilidade de José Serra ser o candidato do PSDB pode dificultar as alianças.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.