Reprodução
Reprodução

Capitão Augusto (PR-SP) desiste de concorrer à presidência da Câmara

Deputado federal havia lançado candidatura própria pelo PR, que declarou apoio a Rodrigo Maia; Capitão Augusto alegou seguir orientação do partido para desistência

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2019 | 18h07

BRASÍLIA - O deputado federal Capitão Augusto (PR-SP) anunciou nesta quinta-feira, 24, sua desistência de concorrer à Presidência da Câmara. Em nota, ele afirmou que irá seguir a orientação de seu partido e apoiar o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

"Considerando que a minha candidatura sempre teve como objetivo eleger para ajudar o governo do presidente Bolsonaro e pautar projetos que melhorassem a segurança pública, ao mantê-la, poderia acarretar numa divisão de votos que possibilitaria a eleição de um presidente que não respeitasse a agenda de reformas e que não priorizasse a pauta da segurança pública", afirmou Augusto, em nota.

Augusto vinha mantendo sua intenção de concorrer ao cargo, apesar de o PR ter anunciado o apoio a Maia no início de janeiro. Na nota sobre a desistência, Augusto pede votos para Maia. "Solicitando que os votos que eu teria entre os deputados do PR, PSL, PMs, segurança e amigos, o ajudem (Maia) a vencer já no primeiro turno", disse. Na Câmara, Augusto deve assumir a liderança da bancada da bala. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.