Candiota rebateu acusações sobre remessas em 2003

Em agosto do ano passado, o diretor de Política Monetária do Banco Central, Luiz Augusto Candiota, chegou a divulgar uma nota oficial para rebater acusações feitas, à época, pelo líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), de que teria remetido recursos para o exterior de forma ilegítima nos anos 90. Na nota, Candiota garantiu que não tinha nada a esconder sobre as operações, realizadas na época em que ele trabalhava na iniciativa privada. As explicações de Candiota referiam-se especificamente a duas remessas feitas para a Agência do Citibank, em Nassau, nas Bahamas, uma em 1997 e outra em 1999.Candiota afirmou que todas elas foram realizadas dentro da lei, registradas no Banco Central e declaradas à Receita Federal. "Estou disposto a prestar os depoimentos necessários nos fóruns adequados para esclarecer essa questão", afirmou. As denúncias de Arthur Virgílio tiveram por base, conforme relatou na época, informações contidas nos arquivos da CPI do Banestado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.