Candidatura do PCO visa 'mostrar problemas' da cidade

A candidata do PCO à Prefeitura de São Paulo, Anaí Caproni, afirmou na

GUILHERME WALTENBERG, Agência Estado

23 de agosto de 2012 | 17h02

tarde desta quinta que sua candidatura não visa necessariamente a vitória nas urnas, mas "trazer à tona problemas que o eleitor tem dificuldade em saber". "Quem não participa do meio político, entra com mais expectativa (com relação aos resultados) do que pode ser atingido", afirmou.

De acordo com a candidata, parte do orçamento da Prefeitura é desviado antes de cumprir o seu papel. "O problema não é a divisão do orçamento, mas é a verba que não chega. Temos quase 30% dos recursos da educação destinados à educação, mas deve chegar no máximo 10% (ao destino)",

assegurou.

Anaí prega uma mobilização popular dos setores organizados da sociedade como forma de mudar esse contexto. Para ela, a democracia envolve uma participação direta da população na tomada de decisões, não apenas nas eleições. "Tem que articular os movimentos sociais e de categorias para

fazer propostas para quebrar esse sistema. Trabalhadores têm que opinar para onde iriam os recursos (públicos). A situação chegou no limite dos limites", argumentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.