Candidatura de Lula à reeleição é dada como certa no governo

O ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner, disse, em entrevista no Palácio do Planalto, que no governo Lula todos já consideram como certa a hipótese da candidatura do presidente à reeleição. Wagner ressaltou, no entanto, que a decisão de disputar o pleito neste ano é pessoal de Lula. "O tempo é dele", afirmou. Wagner rebateu críticas da oposição ao governo e disse que na campanha eleitoral o povo vai querer comparar projetos do governo Lula com realizações de governos anteriores. "Por isso que eles (da oposição)insistem na tecla da corrupção. Mas até nisso nós combatemos mais", afirmou Wagner, referindo-se às denúncias de corrupção no governo.O ministro criticou especialmente o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por ter há seis meses sugerido a Lula não disputar um novo mandato. "Mal tinha começado o processo (da crise), eles (oposição) começaram a expor a vontade que tinham e tem de o presidente não disputar a reeleição", afirmou. Wagner disse que para Lula, desafios como a disputa eleitoral são "estimulantes", porque o presidente gosta de superar dificuldades. "O melhor candidato do PT, eu diria único, é o presidente Luiz Inácio Lula da Silva", afirmou. A uma pergunta se seria um desastre para o partido uma possível desistência de Lula de se candidatar à reeleição, Wagner respondeu que não. Isto porque, segundo ele, o PT tem condições de superar qualquer episódio.Projeto BahiaWagner reafirmou o seu projeto para disputar o governo da Bahia. "Eu estou construindo um projeto na Bahia. O projeto é o da minha candidatura ao governo do Estado", disse.Wagner não acredita que o presidente Lula exija a antecipação de saída do governo, dos ministros que pretendem disputar as eleições gerais de outubro. O prazo termina em março.W

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.