Candidatura de Alckmin em 2008 é ´inevitável´, diz Tasso

O presidente nacional do PSDB, senador cearense Tasso Jereissati, defendeu nesta segunda-feira, 26, em Fortaleza, a candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin à Prefeitura de São Paulo em 2008. "Eu acho que é inevitável", afirmou. Já sobre a possibilidade de Alckmin sucedê-lo na presidência do partido, Tasso foi mais ponderado: "Isso ainda tem muita coisa para discutir". O presidente nacional do PSDB defendeu a instalação imediata da CPI Mista para apurar o apagão aéreo que afeta principalmente São Paulo. "O PSDB defende que haja um esclarecimento, porque hoje nós estamos vivendo nova crise na questão do apagão. O setor aéreo está um caos. Isso não se concebe porque já vamos fazer meio ano assim. E necessário uma investigação profunda sobre o que está acontecendo".Sobre o destino do PSDB no Ceará, que perdeu três dos cinco deputados federais eleitos em 2006, Tasso respondeu apenas que nunca foi presidente do partido no Estado. "O partido estava no governo, agora está na oposição e as características são muito diferentes. Agora vou ajudar a refundar o partido no Ceará, inaugurando um novo ciclo de vida do PSDB aqui".Tasso participou da posse do ex-deputado estadual Francini Guedes, na presidência do PSDB, na Assembléia Legislativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.