Candidatura à prefeitura de Manaus é indeferida pela Justiça

Segundo a assessoria do candidato, decisão não impede Amazonino Mendes (PTB) de continuar em campanha

Liege Albuquerque, O Estado de S. Paulo

09 de agosto de 2008 | 15h24

A candidatura do ex-governador Amazonino Mendes (PTB) à prefeitura de Manaus foi indeferida na sexta-feira, 8,pela juíza Maria Eunice Torres, que preside as eleições. O indeferimento é uma resposta à representação movida pelo candidato Omar Aziz (PMN), que alega que Amazonino estava devendo R$ 6 mil em multas à Justiça Eleitoral, de dívidas da eleição de 2006, quando se candidatou ao pleito deste ano.  O advogado de Amazonino, Daniel Nogueira, afirmou que ainda neste domingo, 10, deve recorrer da decisão. De acordo com nota da assessoria do candidato, a decisão não impede Amazonino de continuar em campanha, segundo o artigo 15 da Lei Complementar 64/90 (transitada em julgado a decisão que declarar a inelegibilidade do candidato, ser-lhe-á negado registro, ou cancelado, se já tiver sido feito, ou declarado nulo o diploma, se já expedido).

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2008Amazonino MendesManaus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.