Candidatos podem reverter em voto 80% da aprovação

Especialistas eleitorais ensinam que, em média, candidatos à reeleição com carisma e boa estrutura partidária conseguem realizar (isto é, transformar em votos) pelo menos 80% da taxa de aprovação de sua gestão; candidatos menos dotados podem realizar 60% de sua aprovação. Excelentes candidatos, no entanto, conseguem realizar índices de votação maiores.Flávio Kayatt, de Ponta Porã, realizou 89% de sua aprovação; Ruiter, de Corumbá, foi mais adiante e chegou a 99,7% de sua aprovação. Richa, em Curitiba, realizou 95% da aprovação. Mas o recorde ficou com Barjas, de Piracicaba, que concretizou 108% de sua aprovação, o que quer dizer que teve votos até mesmo entre os que avaliavam mal sua gestão. Elias, de Linhares, realizou 60% de sua aprovação, o que não é pouco, embora tenha sido insuficiente. Já Araújo, de Santa Bárbara d?Oeste, chegou a realizar 72% de sua aprovação, mas foi derrotado pela falta de mais candidatos que pulverizassem o voto e impedissem que os votos contrários a ele se concentrassem no rival que o derrotou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.