Candidatos em SP se preparam para início do horário eleitoral

A campanha eleitoral entra em nova etapa a partir da próxima terça-feira, quando tem início o horário gratuito no rádio e na TV. É a partir daí que a corrida à sucessão municipal ganha, de fato, espaço entre o eleitorado, apostam os coordenadores de campanha de diferentes legendas. O primeiro dia de horário eleitoral será destinado aos candidatos a vereador. É só a partir de quarta-feira que os candidatos majoritários apresentarão suas propostas ao grande público. "Os eleitores ainda não estão ligados na campanha. É só com o início do horário eleitoral que de fato a população começa a tomar pé da situação", acredita a candidata do PSB à Prefeitura de São Paulo, Luiza Erundina. Atualmente, ela figura em quarto lugar nas pesquisas de intenção de voto, atrás de Marta Suplicy (PT), José Serra (PSDB) e Paulo Maluf (PP). Apesar de aparecer como uma das favoritas na preferência do eleitorado, Marta Suplicy mantém os pés no chão em relação à sua performance nas pesquisas de intenção de voto. Ela também acredita que a campanha ganha peso a partir desta terça-feira. A propaganda do PT está a cargo do publicitário Duda Mendonça, que também foi responsável pela campanha vitoriosa de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência. Em São Paulo, Duda também já trabalhou com Paulo Maluf (1992) e Celso Pitta (1996). O publicitário e toda a equipe de coordenação da campanha fazem suspense em relação à estréia de Marta na TV. A ordem no partido "é não deixar vazar informações". Sabe-se, porém, que Duda vai se manter fiel ao seu estilo, privilegiando o apelo emocional. A equipe de Duda Mendonça está nas ruas desde o início da campanha registrando imagens de todas as agendas da prefeita e candidata à reeleição. O candidato do PSDB, José Serra, é o que vai dispor de mais tempo no horário eleitoral gratuito. Ele terá à disposição 7´17"34. A petista tem pouco menos que o tucano e poderá usar 7´ 05" 53 para tentar a reeleição. O candidato do PP à Prefeitura, Paulo Maluf, terá 02´36"24. Luiza Erundina, que integra a coligação Compromisso com São Paulo, terá 04´31"99 para mostrar suas propostas. O PSDB fará dois programas diferentes: um para o início da tarde e outro para a noite no primeiro dia da propaganda do horário eleitoral gratuito. Os publicitários da campanha tucana pretendem mostrar um pouco da vida do ex-ministro da Saúde e acreditam que boa parte do eleitorado ainda não sabe que ele é candidato, portanto, apostam no seu crescimento no ranking das pesquisas eleitorais a partir do horário gratuito. Os responsáveis pela comunicação da campanha asseguram que a linha a ser adotada será positiva e não de ataques à principal adversária, a prefeita Marta Suplicy. "Vamos mostrar o nosso candidato sem maquiagem, como ele realmente é, com propostas concretas para a cidade", diz o deputado Edson Aparecido, um dos coordenadores da campanha tucana. Não foi apenas Duda Mendonça quem trocou de lado. O responsável pela campanha malufista, o publicitário Marcelo Teixeira, já trabalhou para a prefeita Marta Suplicy. Ele foi o responsável pela campanha petista em 1998, quando Marta disputou o governo paulista. Teixeira também fez marketing para a Prefeitura de São Paulo na gestão do PT. Ele trabalhou com os petistas até novembro último. Teixeira informa que a campanha de Maluf será propositiva e que a cada dia o ex-prefeito de São Paulo mostrará um trecho de seu plano de governo. "Vamos dividir os programas em temas", diz ele, ressaltando as áreas da saúde e habitação. A saúde é apontada pela população como a área com pior avaliação na gestão de Marta. O horário eleitoral gratuito no primeiro turno termina no dia 30 de setembro. Caso haja 2º turno, ele começa no dia 18 de outubro e vai até o dia 29, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). As propagandas no rádio e na TV serão apresentadas em dois períodos diários. No rádio, a propaganda eleitoral será exibida às 7 horas e 12 horas. Na TV, às 13 horas e 20h30. Os candidatos a vereador exibirão suas propostas às terças, quintas e sábados e os concorrentes à Prefeitura ocuparão horário no rádio e TV às segundas, quartas e sextas-feiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.