Candidatos do Rio exibem cabos eleitorais na TV

Na estreia do horário eleitoral gratuito na TV, o prefeito Eduardo Paes (PMDB), candidato à reeleição, exibiu seus dois principais cabos eleitorais. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva abriu o programa com um depoimento sobre o Rio de Janeiro. A presidente Dilma Rousseff, que ainda não gravou mensagens de apoio aos aliados, apareceu em imagens de arquivo, durante inauguração de casas populares. No primeiro programa da campanha, o governador Sérgio Cabral, companheiro de partido de Paes, não apareceu.

LUCIANA NUNES LEAL E ALFREDO JUNQUEIRA, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 16h54

Candidato do PSOL, Marcelo Freixo levou o cantor e compositor Chico Buarque. "Há muito tempo não me empolgo tanto com a campanha, especialmente no Rio, onde as pessoas estão acostumadas com histórias mal contadas. Marcelo Freixo é um sonho possível", disse Chico. O tucano Otávio Leite teve a colaboração dos maiores líderes do PSDB: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; o governador Geraldo Alckmin e o ex-governador e senador mineiro Aécio Neves, além do ex-prefeito do Rio Marcello Alencar.

Único a citar o escândalo do mensalão, o candidato do DEM, o deputado Rodrigo Maia, exibiu depoimentos de toda a família, inclusive do pai, Cesar Maia, três vezes prefeito do Rio e agora candidato a vereador. Maia não fez referência ao julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas lembrou a abertura da CPI, em 2005. "Quando veio o assunto do mensalão, a própria oposição não acreditava que pudéssemos instalar a CPI. Como líder do PFL, cumpri meu papel", lembrou o deputado do DEM.

Paes fez o papel de âncora do programa de 16 minutos e 17 segundos, tempo maior que de todos os adversários juntos. Logo na abertura, Lula não pediu votos diretamente. Apenas elogiou o Rio: "Esta cidade tem algo especial. Qualquer brasileiro, do Oiapoque ao Chuí, tem um pouco de carioca. Pela alegria do povo, pelo samba, pelas praias, pela beleza, sei lá, todos nós somos um pouco cariocas."

Artistas

Além do depoimento já exibido de Chico Buarque, o programa de TV de Freixo também terá gravações de Caetano Veloso, Djavan, Wagner Moura, entre outros artistas, pedindo voto para o candidato. Com apenas 1 minuto e 22 segundos, Freixo apresentará um tema diferente a cada programa. Um deles será dedicado à questão de segurança, com a atuação de Freixo na CPI das Milícias e o fato de ele ter inspirado a criação do personagem Diogo Fraga no filme "Tropa de Elite 2".

Sem depoimentos gravados em favor de sua candidatura, a candidata do PV, Aspásia Camargo, mostrou imagens da campanha presidencial de Marina Silva, que já deixou o partido, e do ex-deputado Fernando Gabeira, derrotado por Paes em 2008. Também exibiu o líder seringueiro Chico Mendes, assassinado em 1988, e o deputado Alfredo Sirkis.

Pelo menos no primeiro dia de programa na TV, os oposicionistas evitaram ataques diretos a Paes. Somente o candidato do PSTU, Cyro Garcia, mostrou imagens do governador Sérgio Cabral e secretários em confraternização em Paris, com o empresário Fernando Cavendish, dono da construtora Delta. As fotos, em que algumas autoridades posam com guardanapos na cabeça, foram divulgadas na internet pelo ex-governador Anthony Garotinho (PR).

Com tempo de sobra, a campanha de Eduardo Paes ocupou parte do programa de rádio com uma paródia da novela Avenida Brasil, da TV Globo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012RJprograma eleitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.