Candidatos de Porto Alegre exibem suas famílias na TV

Os candidatos à prefeitura de Porto Alegre usaram os primeiros programas da propaganda eleitoral no rádio e na televisão para se apresentar aos telespectadores exibindo suas biografias e famílias e citando o apoio que têm de lideranças políticas regionais, nesta quarta-feira.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 18h27

O deputado estadual Adão Villaverde destacou que o PT é "do partido do Lula (ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva), da Dilma (Rousseff, presidente) e do Tarso (Genro, governador do Estado)". Ao contar sua trajetória, lembrou que conhece Tarso e Dilma do período de resistência à ditadura militar. O texto também afirma que o Brasil passou a ser mais justo e admirado no mundo enquanto Porto Alegre, por falta de projetos, desperdiçou oportunidades de buscar investimentos federais. Em breve depoimento, Tarso afirmou que Villaverde "é o melhor candidato para o futuro da cidade".

A deputada federal Manuela D''Ávila (PCdoB) recordou que foi vice-líder do governo Dilma no Congresso e usou depoimentos da mãe, Ana Lúcia, dizendo que "desde pequena ela era contestadora". Também afirmou que se apaixonou pela ideia de resolver os problemas das pessoas e que, depois de ser vereadora (2003 a 2006) percebeu como é bom ver o resultado do trabalho de perto.

O prefeito José Fortunati (PDT), candidato à reeleição, também evocou sua trajetória, visitando uma professora e a casa de estudantes na qual morou na juventude e exibiu depoimentos da mulher, Regina, do enteado Bernardo, do ex-prefeito José Fogaça (PMDB) e do ex-vice-governador Antônio Hohlfeldt (PMDB). Destacou, ainda, que as duas últimas administrações ajudaram a tirar a cidade do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), dando a entender que os governos de Fogaça e dele superaram dificuldades financeiras que teriam sido deixadas pelo PT em 2004.

O professor Wambert Di Lorenzo (PSDB) apresentou-se como "a novidade" desta eleição. Exibiu uma foto com a ex-governadora Yeda Crusius e ressaltou que "governos de gestão" são características do partido de Aécio Neves (ex-governador de Minas Gerais), Fernando Henrique Cardoso (ex-presidente da República), Geraldo Alckmin (governador de São Paulo) e José Serra (ex-governador de São Paulo).

O PSOL exibiu depoimento da ex-deputada federal Luciana Genro dando apoio ao candidato Roberto Robaina. Érico Correa (PSTU) disse que Fortunati, Manuela e Villaverde representam a mesma política de sempre por serem filiados a partidos que governam o País, o Estado e o município. Jocelin Azambuja (PSL) prometeu planejar a cidade para 2050.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.