Candidatos à Presidência usam apoio de artistas na web

Tradicionalmente marcada pela participação ativa de atores e cantores, a campanha eleitoral deste ano conta com o apoio da internet para que os eleitores e fãs saibam quais candidatos serão apoiados por seus artistas preferidos. No site da campanha de Dilma Rousseff, estão disponíveis desde ontem vídeos em que a cantora Alcione e a atriz e jornalista Hildegard Angel declaram voto à petista. Vídeos com depoimentos dos cantores Lenine, Adriana Calcanhotto e Maria Bethânia estão no site da campanha de Marina Silva (PV). Entre os sites dos principais candidatos, somente o de José Serra (PSDB) ainda não explorou a possibilidade, embora o candidato já tenha recebido publicamente o apoio do ator Carlos Vereza e do poeta Ferreira Gullar.

ANNE WARTH, Agência Estado

08 de agosto de 2010 | 15h33

Ao defender o voto em Dilma, Alcione prega o fim da discriminação e da violência contra as mulheres e a continuidade das conquistas do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Temos uma pessoa que conhece o Brasil, que está junto com Lula, trabalhou tanto com ele e acompanha todas essas nossas mazelas. Ela conhece aquilo de que precisamos daqui pra frente. Ela só vai fazer avançar todos esses projetos que temos pela frente", diz a cantora.

Alcione não cita o nome do governador e candidato à reeleição do Rio de Janeiro, Sergio Cabral (PMDB), mas deixa claro que apoia sua candidatura. "O Rio de Janeiro não pode perder essa harmonia que tem com o governo federal. O Rio de janeiro já sofreu muito e eu entendo que depois de meia noite tem que clarear. E está clareando pro Rio de Janeiro, está clareando com o Lula, com o prefeito, com o governador e com Dilma."

Filha da estilista Zuzu Angel e irmã do ex-militante político Stuart Angel Jones, mortos durante a ditadura militar, Hildegard Angel faz um testemunho emocionado em apoio à candidatura de Dilma. Ela chora ao lembrar dos familiares e compará-los à Dilma, que também militou contra o regime. "Qualquer ser humano que se submeta à tortura, à prisão, à toda sorte de medo e perseguição em nome de um ideal, do bem estar de seus compatriotas, da liberdade do País, como foi o caso da minha mãe e do meu irmão, que deram suas vidas pelo Brasil, uma pessoa que faz isso é uma pessoa especial. Uma pessoa que abre mão de si e de sua própria vida é uma pessoa diferente", afirma.

"Eu acho que o Brasil mesmo sendo passado a limpo, não pode deixar de ter memória. A memória é fundamental, você não anda pra frente sem olhar para trás. Tenha coragem de se comprometer e de se colocar. É pelo nosso País, nossos filhos, nosso netos, nosso Brasil. Comprometa-se com seu depoimento, vote na Dilma", diz.

No site de Marina, além de um depoimento, a cantora Adriana Calcanhotto canta um jingle em homenagem à candidata. "Ela é da Silva, ela é da selva, ela é Marina, vamos com ela", diz um trecho da canção. Adriana parafraseia o presidente Lula e diz que "nunca na história desse País tivemos um pleito tao democrático e com pessoas tão preparadas". "Acho que os outros candidatos são muito preparados, mas o momento agora é da Marina", afirma.

Em outro vídeo disponível no site de Marina, Maria Bethânia diz "ter a alegria de votar na Floresta Amazônica". "Marina, espero você. O Brasil precisa da sua alegria, da sua força, do seu olhar sereno e tão forte, do seu coração do meio da selva, da sua novidade para esse País. A filha da floresta vem aí", afirma. Já Lenine destaca a origem e o perfil de Marina. "Eu acho extremamente revelador hoje o Brasil, nesse momento em que a gente está, ter uma candidata com o perfil que ela tem. É extremamente revelador sendo ela quem é, vindo de onde vem. Eu sou mais Marina, eu sou mais um."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.