Candidatos à Câmara usam boas-vindas para fazer campanha

Os deputados federais que tomam posse na próxima quinta-feira puderam participar nesta manhã de uma série de palestras sobre o funcionamento do Poder Legislativo. A iniciativa é inédita e chegou a causar polêmica. O presidente da Câmara e candidato à reeleição, Aldo Rebelo (PCdoB), abriu o Encontro Parlamentar da 53ª Legislatura e a atitude foi vista por alguns como uso do poder para fazer campanha. A maior parte dos parlamentares chegou a Brasília na segunda-feira e ficará na capital até sexta, com as despesas de hospedagem pagas pela Câmara - R$ 125 a diária no Hotel Nacional, com direito a acompanhante. A Casa estima que pagará 800 diárias para os novatos, somando R$ 100 mil em hospedagem. Para o seminário, foram gastos mais R$ 12.500 em alimentação - almoço e lanche para 250 pessoas. As passagens aéreas estão sendo pagas com a antecipação da verba para transporte a que cada deputado tem direito mensalmente.Antes de ouvir o presidente, os eleitos assistiram a um vídeo institucional sobre a história da Câmara. No vídeo, há uma referência à investigação dos escândalo do mensalão, mas com um enfoque surpreendente. "Se campanhas foram deflagradas para desmoralizar o Parlamento, seus representantes sempre trabalharam pela transparência", dizia um locutor, enquanto eram mostradas imagens do empresário Marcos Valério, apontado como criador do propinoduto, no dia do depoimento na CPI dos Correios. Para Aldo, as boas-vindas aos deputados que chegam "é uma obrigação do presidente e da direção da Casa". Os outros dois candidatos, Gustavo Fruet (PSDB-PR) e Arlindo Chinaglia (PT-SP), também compareceram ao evento e aproveitaram para fazer um corpo-a-corpo com os novos deputados. A eleição será na quinta-feira.Chinaglia acredita que o evento não fará um deputado alterar o voto, mas fez questão de prestigiar o seminário. ?Vou pedir votos, vou cumprimentar os deputados. Faz um mês e meio que eu só peço votos?, disse o petista. Fruet contou que está procurando falar com todos os deputados. ?Se possível cumprimentar cada deputado e sinalizar que minha candidatura também representa sentimento de mudança, essa renovação?, afirmou o tucano.Aldo abriu o evento ressaltando a importância das decisões tomadas no Parlamento e lembrou de personalidades da história do Brasil que passaram pela Câmara. Ele afirmou que haverá "enriquecimento" da Câmara com a eleição de lideranças políticas "importantes e experientes", entre elas, citou os ex-governadores Ciro Gomes (PSB-CE) e Albano Franco (PSDB-SE).Além de assistirem a palestras sobre recursos humanos e processo legislativo, os novos parlamentares ouviram conselhos de um dos deputados mais experientes da Câmara. O primeiro-secretário Inocêncio Oliveira (PR-PE) saudou os novos colegas e recomendou que os novos deputados mostrem o trabalho da Casa ao público, pois, para ele, hoje há uma supervalorização do Poder Executivo.O evento não atraiu só parlamentares de primeiro mandato, mas também políticos que agora retornam à Casa, entre eles José Genoino (PT-SP) e Alceni Guerra (PFL-PR). A platéia também contava com a "badalada" Manuela D´Ávila (PC do B-RS).Com Agência BrasilEste texto foi ampliado às 19h48.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.