Candidato rifa arma para bancar campanha em Sorocaba

O candidato a vereador pelo PMDB Alziro Cézar foi preso em flagrante, no final da tarde de ontem, quando fazia rifa de duas armas para arrecadar dinheiro para a campanha, em Sorocaba, a 92 km de São Paulo. As armas, uma espingarda e uma garrucha calibre 22, não estavam registradas em nome de Cézar. Policiais militares foram até o bar da mulher do candidato, Rosimeire Ferreira, para verificar uma denúncia de furto. Como encontraram três máquinas caça-níqueis no local, decidiram realizar uma busca no estabelecimento e acharam as armas. Cézar, que estava no bar, disse que ganhara o armamento de um amigo como colaboração para sua campanha e decidiu rifá-las. Ele vendia os números da rifa a R$ 10 cada. Os policiais apreenderam as armas e as cartelas de rifa. As máquinas caça-níqueis também foram apreendidas. Cézar e sua mulher foram levados para o plantão da Polícia Civil e autuados por porte ilegal de arma de fogo. Eles pagaram fiança e vão responder em liberdade. Cezar também responderá a processo na Justiça Eleitoral por usar meio ilícito para a captação de votos e pode ter a candidatura impugnada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.