Candidato do PTB propõe reforma da Câmara

O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), candidato avulso à Presidência da Câmara, estabeleceu como prioridade de sua plataforma de campanha a valorização do deputado e a reforma administrativa da instituição. Ele disse no debate de hoje que pretende enxugar a estrutura e reduzir os custos para aplicar os recursos economizados na melhoria das condições de trabalho dos colegas, como, por exemplo a ampliação dos gabinetes, que seria custeada com o produto da venda dos apartamentos funcionais.Ele também promete transformar a TV Câmara em emissora aberta e dar mais espaço aos deputados nos meios de comunicação de propriedade da Câmara e propõe a realização de sessões exclusivas para a votação de projetos de iniciativa dos parlamentares e fixação de horários para as sessões deliberativas.O líder do PFL e candidato avulso à Presidência da Câmara, Inocêncio de Oliveira (PE), ressaltou sua experiência administrativa e independência como qualidades que o credenciam ao cargo. Ele promete transformar a Câmara em um centro indutor do desenvolvimento e formulador de propostas e não apenas espaço de debates como é hoje. Inocêncio se comprometeu a colocar em votação a proposta de emenda constitucional que restringe a edição de medidas provisórias, rever a imunidade parlamentar e aprovar o código de ética dos deputados, além de dar livre trânsito às Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs).Ele também prometeu dar melhores condições de trabalho aos deputados e aprovar o Plano de Carreira dos Servidores da Câmara. Prometeu ainda prestigiar os partidos minoritários com relatorias e presidências de comissões que hoje só são ocupadas por deputados dos partidos majoritários, valorizar as proposições dos parlamentares, democratizar o tempo nos meios de comunicação da Câmara e lutar por um orçamento impositivo, reestruturando a Comissão Mista de Orçamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.