Candidato do PTB em Belém é denunciado no Senado

O candidato do PTB à Prefeitura de Belém, senador Duciomar Costa, é alvo, desde hoje, de uma representação no Conselho de Ética do Senado por suposto "abuso de suas prerrogativas como parlamentar". Assinada apelo presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri), a ação acusa Duciomar de "agenciar" recursos públicos para obras de recuperação de estradas, que não teriam sido realizadas. De acordo com o resumo que acompanha a representação, o senador teria encaminhado ofício à Secretária de Transportes do Pará solicitando autorização para sete obras. O presidente da Fetagri afirma que a empresa ligada ao senador, a Construtora e Prestadora Gerais S. Galvão Ltda., recebeu R$ 562 mil do governo do Pará, mas que, "tais obras simplesmente nunca aconteceram".O senador Duciomar disse que a denúncia foi patrocinada pelo PT, na tentativa de supostamente favorecer sua candidata à Prefeitura de Belém, senadora Ana Júlia. "São acusações fantasiosas de uma federação que está tomada pelo PT", rebateu. Segundo Duciomar, a intenção do partido seria a de "criar fatos para exibir no horário eleitoral gratuito" e, dessa forma, favorecer a candidata. "O Ibope aponta que eu tenho 53% da preferência do eleitor e ela 24%, daí o porquê dessas acusações", rebateu.Na disputa ao Senado, em 2002, Duciomar Costa foi acusado pela Sociedade Paraense de Oftalmologia e Conselho Regional Medicina do Estado de "prática ilegal do exercício da profissão". O charlatanismo consistia em clinicar como oftalmologista, sem nunca ter feito o curso de medicina. De acordo com as entidades, Duciomar exibia um diploma falso da Universidade Federal do Pará. O senador disse que, também nesse caso, a denúncia "era eleitoreira, promovida por adversários" e que não tinham fundamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.