Candidato do PT acusado de lotear a prefeitura

O candidato do PT à prefeitura de Vale do Anari, a 390 quilômetros de Porto Velho, João Alves Fernandes, de 37 anos, foi denunciado pelo site de notícias Rodoniagora por ter registrado em cartório um termo de compromisso oferecendo a Secretaria Municipal de Obras a um colaborador, o atual vice-prefeito Nilson Akira Suganuma (PL), de 42 anos.No documento, Fernandes também se compromete em contratar duas mil horas de máquinas pesadas, no valor de R$ 240 mil, de uma empresa indicada por Suganuma.Fernandes afirma que a assinatura no documento foi falsificada. "Minha assinatura é muito parecida, mas hoje está fácil falsificar. Basta escanear de algum cheque. É uma tentativa de prejudicar minha candidatura", alegou.Suganuma disse que resolveu apoiar o candidato do PT sem pedir nada em troca. "O atual prefeito não correspondeu a altura do que a população esperava. Não pude exigir nada dele porque não havia nada documentado entre nós. Estava tudo na base da palavra", detalhou.Eles garantem que a denúncia não prejudicará a campanha, porque 70% dos 5 mil eleitores de Vale do Anari moram na área rural e não têm acesso aos meios de comunicação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.