Candidato do PSOL em SP recebe apoio de intelectuais

O candidato da coligação "Alternativa de Esquerda para São Paulo" (PSOL-PSTU) a prefeito de São Paulo, Ivan Valente, recebeu hoje, em apoio à sua candidatura, um manifesto assinado por intelectuais - muitos ligados à formação do PT. Francisco de Oliveira, Fábio Konder Comparato, Maurício Segall e Plínio de Arruda Sampaio estiveram presentes no evento de entrega do documento, no Hotel Othon, centro da capital paulista. "Queremos integrar parte da intelectualidade brasileira a um projeto de mudanças, que acreditamos resgatar a coerência e mostrar que a esquerda socialista brasileira não se rendeu aos encantos do poder", disse o sociólogo Francisco de Oliveira.Oliveira ressaltou que a grande diferença do PSOL em relação a outros partidos de esquerda são os militantes. "São militantes sem envolvimento com corrupção. Os objetivos são outros, baseados, como diz o nome do partido, em socialismo e liberdade. Liberdade que deve libertar e não oprimir, como vimos em outros regimes", disse.Já o candidato do PP, Paulo Maluf, concedeu entrevista ao vivo, pela manhã, a um programa de TV e a uma rede de rádio. À tarde, Maluf visitou o comércio do Bairro Santa Cecília, no centro da cidade. O candidato também visitou o Hospital Municipal do Tatuapé, zona leste, onde conversou com pacientes e funcionários. Soninha Francine, do PPS, durante a tarde visitou a 20ª Bienal do Livro, no Parque de Exposições Anhembi. À noite ela concedeu entrevista a um programa de televisão. Já Ciro Moura, da coligação "Tostão contra o Milhão" (PTC-PTdoB), participou de palestra na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), zona oeste de São Paulo, onde expôs seu plano de governo e respondeu a perguntas dos estudantes. Renato Reichmann, do PMN, e Edmilson Costa, do PCB, cumpriram agenda interna. Levy Fidélix, do PRTB, viajou hoje a Brasília para tratar de compromissos da legenda, da qual é presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.