Candidato do PPB critica Temer

O deputado federal Severino Cavalcanti (PPB-PE) criticou o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), por ter cancelado a sessão do plenário desta tarde, que havia sido marcada para a votação da proposta de emenda constitucional que restringe a edição de medidas provisórias. No debate que a bancada do PT na Câmara está fazendo com os candidatos à presidência da Casa, o deputado José Genoíno (PT-SP), provocou a discussão sobre a independência do Poder Legislativo, questionando o modo como os últimos presidentes têm dirigido a instituição."A gente só sabe que a sessão foi cancelada quando vai se inscrever no pinga-fogo e não tem livro para a inscrição", reclamou Genoíno. "Isso só acontece porque há uma dependência total do presidente da Casa em relação ao Poder Executivo", afirmou Severino, dizendo, ainda, que Temer só pauta as sessões do plenário com o aval do Palácio do Planalto.Com um discurso de independência e pregando uma reforma administrativa na Câmara para melhorar as condições de exercício do mandato, Severino "balançou" alguns deputados do PT. Mas ficou claro, pelas intervenções, que os partidários das candidaturas dos líderes do PSDB, Aécio Neves (MG), e do PFL, Inocêncio Oliveira (PE), vão encontrar pretextos para não apoiar o candidato do PPB. Um deles é a própria filiação partidária de Severino. "É difícil politicamente para nós do PT votarmos em alguém do partido presidido por Paulo Maluf, historicamente nosso maior adversário", disse o petista Aloízio Mercadante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.