Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Candidato de Maia, Baleia Rossi diz que 'caminhada é difícil, mas tenho certeza de vitória'

Deputado, que disputará presidência da Câmara em 2021 com Arthur Lira, disse que a 'frente ampla' que reuniu 'dá condições de disputar com perspectiva de vitória'

Daniel Weterman e Marlla Sabino, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2020 | 18h00

BRASÍLIA – Anunciado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como seu candidato para liderar a Casa a partir de 2021, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) disse, na tarde desta quarta-feira, 23, que vai trabalhar com “humildade” para ser eleito para o posto disputado com Arthur Lira (Progressistas-AL), o nome apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. A eleição que vai renovar o comando da Câmara e do Senado, está marcada para 1.° de fevereiro.

“A caminhada é difícil, mas tenho certeza de vitória", disse Baleia, após participar de um encontro com Rodrigo Maia e o deputado Aguinaldo Ribeiro (Progressistas-PB), que também era cotado para ser o nome de Maia na disputa. Baleia disse que a “frente ampla” que conseguiu reunir com partidos “dá condições de disputar com perspectiva de vitória”.

“Com humildade vamos conversar com cada um dos parlamentares. Não sou mais candidato apenas do meu partido”, declarou, acrescentando que, independentemente das diferenças entre as legendas, “o que nos une é a defesa intransigente da nossa democracia. Vamos fazer diálogo com partidos e mostrar o que defendemos. Uma Câmara livre e independente é o melhor para o futuro do País.”

Ao defender a escolha de Baleia Rossi, Rodrigo Maia disse que o deputado vai dialogar com todos partidos, “especialmente com quem tem divergência”, para unificar cada vez mais o bloco e buscar a vitória para a presidência da Câmara. “Temos um novo ciclo, um novo líder poderá liderar a Câmara”, disse Maia.

As declarações são um aceno para o PT, principalmente, porque o partido tinha preferência por Aguinaldo Ribeiro e ainda não tomou uma decisão sobre seu apoio. Uma reunião sobre o tema está prevista para amanhã.

Maia conseguiu formar um bloco com 11 partidos, que também reúne siglas de esquerda, com o mote da união contra Bolsonaro e seu candidato, Arthur Lira. Estão no grupo partidos com ideologias opostas, como PT e PSL, além de DEM, MDB, PSDB, Cidadania, PV, PSB, PDT, PC do B e Rede.

O presidente da Câmara agradeceu a Aguinaldo Ribeiro, que abriu mão da pré-candidatura. Maia , que chamou de Aguinaldo de “meu grande amigo na Câmara”, disse que seu gesto “tira peso que tinha para decidir entre dois amigos”.

“Abri mão da pré-candidatura para que Brasil dê um passo à frente. Dei um passo atrás para consolidar candidatura de Baleia Rossi”, disse Ribeiro. Agradeço à esquerda e apoio do PT para construir unidade com um espírito de unidade e fortalecimento. Não é disputa entre pessoas, é a busca do bem para o País. Agradeço aos líderes do PSL por terem me abraçado”, disse Aguinaldo.

Baleia, Maia e Aguinaldo encerraram o pronunciamento sem responder perguntas da imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.