Candidato de Garotinho perde eleições em Campos

O candidato do PDT, Alexandre Mocaiber, derrotou neste domingo o candidato do PMDB, Geraldo Pudim, no segundo turno da eleição pela Prefeitura de Campos, no Rio. Pudim era apoiado pelo presidente estadual do partido, Anthony Garotinho, na disputa na cidade, berço político do ex-governador do Rio de Janeiro.Mocaiber recebeu 55,97% dos votos válidos (129.996), enquanto Pudim ficou com 44,03% dos votos (102.282). A eleição de 2004 na cidade foi anulada por decisão da Justiça, a partir de denúncias de abuso de poder político e econômico dos candidatos. O primeiro turno foi realizado no último dia 12.Garotinho e a governadora Rosinha Matheus votaram pela manhã. O ex-governador seguiu à tarde para São Paulo. Durante o dia, Garotinho chegou a indicar que caso o candidato que apoiava perdesse a eleição isso não representaria necessariamente uma derrota pessoal.O PMDB tem cinco dias após a publicação dos resultados para recorrer contra a eleição. O partido analisará a possibilidade de tentar a anulação do pleito, alegando irregularidades, segundo uma fonte que acompanha a disputa na cidade.O dia de eleição em Campos foi tranqüilo, apesar de novas denúncias de irregularidades. A forte chuva reduziu a presença de eleitores na votação. Até a tarde, haviam sido registradas 68 denúncias de irregularidades. A Polícia Federal informou que está investigando os casos.Algumas das denúncias davam conta de transporte irregular de eleitores para as zonas de votação e suposta compra de votos. O delegado da PF, Ronaldo Menezes, afirmou, entretanto, que estaria havendo um "denuncismo".A eleição de 2004 foi anulada pela juíza Denise Appolinária. Em paralelo, o prefeito eleito naquele ano, Carlos Alberto Campista (PDT), foi afastado, acusado de ter praticado irregularidades. A juíza tornou, ainda, inelegíveis, Garotinho e Rosinha, posteriormente absolvidos pelo TRE. O caso está sendo analisado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Agencia Estado,

26 de março de 2006 | 21h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.