Candidato a prefeito de Várzea Paulista comete gafe durante debate

Rossi, do PV, diz estar 'de saco cheio' e pede ajuda a oponente para 'governar esse troço'

O Estado de S. Paulo

28 de setembro de 2012 | 19h32

SÃO PAULO - O candidato à Prefeitura do município de Várzea Paulista pelo PV, Juvenal Rossi, cometeu uma gafe no debate realizado em 14 de setembro com seus adversários. Na ocasião, ciente de que o áudio não registrava suas palavras, ele disse estar "de saco cheio" da disputa política e pediu a Luiz Antônio Raniero, o Lula (PT), a ajudá-lo a "governar esse troço".

 

A conversa foi registrada pela câmeras que gravavam o evento na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Rossi ainda diz ao petista que não conseguiria governar a cidade e pede que seus comentários não sejam mencionados pelo adversário.

 

A coligação de Lula, porém, gravou um vídeo com a gafe de Rossi e o levou ao ar como propaganda eleitoral. A exibição ocorreu por apenas um dia, já que a coligação do PV conseguiu uma liminar para suspender a transmissão das imagens e uma ordem para que a gravação fosse apreendida. O vídeo, porém, foi publicado no site Youtube.

 

 

O argumento usado pela coligação de Rossi para barrar o vídeo não foi seu conteúdo, mas as regras do debate, segundo as quais nenhuma imagem do encontro poderia ser divulgada posteriormente sua realização.

 

Várzea Paulista, situada cerca de 50 quilômetros ao norte de São Paulo, é governada atualmente por Eduardo Pereira, do PT, que completa o último ano do seu segundo mandato no fim de 2012 e, por isso, não pode concorrer à reeleição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.