Divulgação
Divulgação

Candidata que teve um voto assume vaga na Câmara de Dracena

Aline de Oliveira Souza, do PSD, ocupa lugar deixado por vereador que teve mandato cassado por trocar de partido

José Maria Tomazela , O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2016 | 18h59

SOROCABA - A candidata Aline de Oliveira Souza (PSD), que teve apenas um voto nas eleições de 2012, assume na segunda-feira, 5, a cadeira de vereadora na Câmara de Dracena, cidade de 45,8 mil habitantes, no interior de São Paulo. Ela vai ocupar a vaga deixada pelo vereador Rodrigo Castilho, eleito com 975 votos, que teve o mandato cassado por ter trocado o PSD pelo PSDB fora do prazo legal, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

Aline foi a menos votada entre os 109 candidatos que disputaram as 14 cadeiras do Legislativo, mas era a única que ainda restava no PSD. Outros cinco candidatos mais votados pela sigla haviam mudado de partido. O caso só não é inédito no Brasil porque, em 2012, um vereador que recebeu um só voto em 2008 assumiu o cargo em Medianeira, no Paraná.

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), embora existam muitos candidatos a vereador mais votados na cidade, a cadeira deve ser preenchida por suplente da mesma legenda do vereador cassado. Castilho entrou com recurso contra a cassação e ainda aguarda julgamento. De acordo com o presidente da Câmara, Francisco Rossi (PR), Aline foi localizada em casa de parentes, em Jundiaí, também no interior paulista, e já confirmou que viajará para Dracena para tomar posse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.