Candidata ao Governo de SE ataca Dilma em debate

A candidata do PSOL ao Governo de Sergipe, Avilete Cruz, disse, ontem, em Aracaju, que a candidata à presidência, Dilma Roussef, PT, "tem um passado de terrorismo político, com assassinatos e sequestros". Ele se referiu à candidata nesse tom ao perguntar ao governador Marcelo Déda, PT, que tenta a reeleição, como "apoia alguém" com estes requisitos, durante o debate promovido pela TV Sergipe, afiliada da Rede Globo no Estado.

ANTÔNIO CARLOS GARCIA, Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 01h13

Avilete também provocou Déda ao citar o escândalo envolvendo a ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra e acusou o PT de "fabricar dossiês", numa alusão a quebra de sigilo fiscal da filha do candidato do PSDB, José Serra, Verônica Serra.

As provocações de Avilete Cruz ocorreram na última parte do debate, quando o tema era livre e deixou o governador Marcelo Déda visivelmente irritado. "Vim aqui para discutir propostas, responder perguntas sobre o meu governo e não ouvir baixarias. Dilma lutou contra o regime militar, foi presa e torturada e ela lutou para esse país governado por um operário", numa alusão ao presidente Lula.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010debateTv GloboSE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.