Cancelada reunião de Paulo Octavio com Câmara do DF

O governador em exercício do Distrito Federal (DF), Paulo Octavio (DEM), cancelou a ida à Câmara Legislativa do DF, que estava sendo esperada ao longo de toda a manhã. Paulo Octavio assumiu o governo local na noite de ontem, após a prisão do governador José Roberto Arruda (sem partido), pela Polícia Federal (PF).

CAROL PIRES, Agencia Estado

12 Fevereiro 2010 | 12h10

Arruda é acusado pela Operação Caixa de Pandora, comandada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), de ser o mentor de um esquema de corrupção envolvendo deputados, assessores, secretários de governo e empresários locais. O caso ficou conhecido como "Mensalão do DEM".

Segundo a Assessoria de Imprensa do governador, partiu do presidente da Câmara, Wilson Lima (PR), o pedido para que Paulo Octávio adiasse o encontro com os deputados distritais. Os parlamentares continuam reunidos na sala da presidência da Câmara.

Esta reunião estava marcada, inicialmente, para que os deputados discutissem com o governador em exercício as condições de governabilidade do Distrito Federal após a prisão do governador José Roberto Arruda. O deputado Wilson Lima informou à Agência Estado, porém, que o "mote da reunião mudou" e, por isso, não seria mais "adequada" a participação do governador.

O assunto do encontro agora, segundo Lima, está sendo a agenda de trabalhos da Câmara Legislativa. Estão em curso na Casa a CPI da Corrupção, que investiga o "Mensalão do DEM", a análise de três pedidos de impeachment de José Roberto Arruda na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), além dos processos disciplinares contra oito deputados citados como beneficiários do esquema de corrupção no governo local.

Mais conteúdo sobre:
mensalãoDEMDFPaulo Octavio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.