Canal de denúncia do Orkut não funciona, diz procurador

O procurador da República no Estado de São Paulo Sérgio Suiama propôs ao Google, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, no Senado, em Brasília, criar uma central de atendimento telefônico para receber queixas e denúncias de usuários sobre crimes na internet. Suiama disse que o canal online da empresa, no Orkut, para receber denúncias é ineficiente. "O serviço via internet não funciona", afirmou, ao contar o caso de uma mulher que esperou dias até que fosse tirada do ar uma página com informações falsas e insinuações envolvendo questões sexuais sobre sua filha.Ao Ministério Público, o Google informou que o conteúdo impróprio é tirado do ar até 15 dias após a denúncia. "É tempo demais diante dos danos causados às pessoas", disse o procurador. Suiama sugeriu ainda que o Google passe a identificar os usuários e faça campanhas de esclarecimento sobre crimes na internet em seu espaço virtual. As informações são da Agência Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.