Campos vê 'com preocupação' pesquisa sobre partidos

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), disse ver "com preocupação" a pesquisa Ibope divulgada pela Transparência Internacional, mostrando que 81% dos brasileiros consideram os partidos "corruptos ou muito corruptos". Presidente do PSB, Campos afirmou ter certeza de que esse "recado" terá impacto na disputa eleitoral de 2014.

VERA ROSA, Agência Estado

09 de julho de 2013 | 23h00

"Lamento que alguns partidos paguem o preço pelo erro dos outros", comentou o governador, provável adversário da presidente Dilma Rousseff no ano que vem. "Tenho certeza de que essa decepção vai se refletir nas urnas. Em que grau, quando e quem vai pagar não sabemos, mas esses números mostram o tamanho da crise que vivemos."

Campos tem conversado com empresários e políticos de vários partidos da base aliada, em busca de apoio para sua candidatura, mas, nos últimos dias, decidiu "submergir". "A situação econômica é dificílima. Temos de vencer o ano de 2013", argumentou ele. Nesta quarta-feira, 10, o governador conversará com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, sobre o plano de transporte público para Pernambuco.

Desde que Dilma propôs um pacto nacional e prometeu R$ 50 bilhões para mobilidade urbana, no último dia 24, governadores e prefeitos de capitais têm feito uma maratona a Brasília, em busca de recursos. Cada um apresenta o seu projeto e fica à espera do aval da equipe econômica. Em conversas reservadas, muitos dizem em tom de ironia que, ao fim dessa corrida, o governo terá sobre a mesa pedidos que somarão "uns R$ 300 bilhões". (AE)

Tudo o que sabemos sobre:
Campospesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.