Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Campos passa 4 dias da semana fora de Pernambuco

Nem PSB nem governador informam quantia gasta em constantes viagens do governador, provável candidato à Presidência em 2014

Isadora Peron, de O Estado de S.Paulo

12 Abril 2013 | 12h02

SÃO PAULO - Dos cinco dias úteis desta semana, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), passou quatro deles fora do Estado. Depois de viajar para São Paulo, Porto Alegre e Washington, ele retornou a Pernambuco nesta sexta-feira, 12. Sem assumir que pretende concorrer à Presidência em 2014, Campos tem percorrido o País para fortalecer o seu nome e, por onde anda, costuma ser recebido como candidato.

 

Desde o início do ano, o governador já fez 15 viagens para fora de Pernambuco. No mesmo período do ano passado, a agenda oficial do governador registra apenas três viagens. A assessoria de imprensa do governo de Pernambuco, no entanto, afirma que até abril de 2012 foram 9 viagens para além das fronteiras pernambucanas.

 

O périplo desta semana começou na segunda-feira, 8, em São Paulo, onde Campos participou de um evento da Força Sindical. Na ocasião, o presidente da central, deputado Paulinho da Força (PDT-SP), disse ver "com bons olhos" a candidatura de Campos, apesar de o seu partido fazer parte da base aliada da presidente Dilma Rousseff. No dia seguinte, em uma palestra em Porto Alegre, militantes do PSB entoavam o coro de "Eduardo presidente do Brasil".

 

A ausência de Campos em Pernambuco provoca reação de deputados estaduais da oposição. "O governador está muito mais interessado na sucessão presidencial do que em administrar o Estado", disse Terezinha Nunes, da bancada do PSDB. Segundo ela, as críticas às viagens de Campos têm sido frequentes na tribuna da Assembleia Legislativa.

 

Campos nega que a sua agenda nacional tenha objetivo eleitoral e diz que, mesmo quando está longe de Pernambuco, continua acompanhando as ações do governo, graças à tecnologia. Ele tem repetido que costuma usar o seu tablet para monitorar o andamento das metas da sua gestão e dar orientações a sua equipe.

 

Agenda. Mais do que a quilometragem percorrida por Campos, chama a atenção o tipo de compromisso que o governador tem participado fora Pernambuco. Bastante conhecido no Nordeste, Campos tem focado suas ações no Sudeste e tentado se aproximar de empresários, com os quais já se encontrou em São Paulo, no Rio e em Porto Alegre. Fortalecer os laços com o movimento sindical também é um dos objetivos do governador, que deve participar da festa do 1º de Maio promovida pela Força Sindical em São Paulo.

 

Segundo a assessoria de imprensa do governo de Pernambuco, as viagens como as desta semana, que não tem relação com a função de governador, são pagas pelo PSB, do qual Campos é presidente. Tanto o governo quanto a sigla não informaram o total gasto com os deslocamentos de Campos neste ano.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.