Campos: Derrubada de veto dos royalties era 'inevitável'

Em nota divulgada na tarde desta quinta-feira, o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, lamentou a forma como tramitou o projeto de lei da distribuição dos royalties do pré-sal e disse que a derrubada do veto presidencial era inevitável. "Se nós tivéssemos, lá atrás, conversado um pouco mais, poderíamos ter chegado a um acordo que evitasse tamanho desgaste em torno deste tema", disse o governador, segundo o texto divulgado por sua assessoria.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

07 de março de 2013 | 17h32

Campos afirma ainda que o consenso esteve próximo e que o assunto foi levado à votação "em momento inadequado"."Esperamos que a partir de agora seja possível retomar o diálogo, e que seja possível evitar a judicialização do processo e um atraso ainda maior nos investimentos, que são indispensáveis à exploração do pré-sal e à dinamização da economia brasileira", finalizou o governador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.