Campos afirma que governo antecipar calendário eleitoral 'nunca deu certo'

Em entrevista, governador de Pernambuco avisa que o PSB 'tem fuso eleitoral próprio' e não trabalhará 'com relógio dos outros'

Angela Lacerda, de O Estado de S. Paulo,

01 de março de 2013 | 12h21

RECIFE - O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, disse que o PSB tem "fuso horário próprio" e questionou a estratégia do PT e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de antecipar o lançamento de Dilma Rousseff à reeleição.

"Nunca vi quem está no governo, sobretudo quem está no governo com situação de dificuldade, antecipar o calendário eleitoral", afirmou em entrevista no Recife, ao ser questionado sobre a tática de Lula. "Nunca vi isto dar certo."

Campos fazia referência à divulgação, nesta sexta-feira, 1º, do resultado PIB de 2012, que registrou crescimento de apenas 0,9%. Embora nos bastidores esteja articulando a sua candidatura, o presidente do PSB disse que 2013 não deve ser um ano de "montar palanques, mas de se montar canteiro de obras, de se animar a economia, unir o País".

"O relógio do PSB trabalha no fuso horário do PSB", destacou. "Não vamos trabalhar com o relógio dos outros, com o tempo dos outros e nem fazer o jogo dos outros. Vamos fazer o jogo do Brasil e o jogo do PSB."

O líder do PSB defendeu ainda que o debate político no Brasil seja feito "de maneira elevada", num ano desafiador que se tem pela frente. "Precisamos ter racionalidade, tranquilidade, para não desfazer o que fizemos nos últimos 20 anos neste país. É isto que precisamos ter", frisou.

Tudo o que sabemos sobre:
ELEIÇÕES 2014PSB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.